Saber objetivado e formação de professores: reflexões pedagógico-epistemológicas

Wagner Rodrigues Valente (Brasil)

Resumo


Este texto busca caracterizar saber objetivado tendo em vista a sua mobilização no debate que trata da constituição dos saberes presentes no ensino e na formação de professores. Para tal, o estudo realiza um inventário sobre os modos diferentes de tratar os saberes presentes no ensino e na formação de professores, levando em consideração mapeamentos recentes da pesquisa educacional sobre o tema. Na investigação dos saberes, dois tipos estão presentes: os saberes da ação e os saberes objetivados. Os primeiros constituindo paradigma dominante orientador das pesquisas sobre formação de professores; e os saberes objetivados, sendo tratados por novos estudos vindos da Universidade de Genebra, na Suíça. Como conclusão, o texto evidencia a importância da mobilização de novas bases teórico-metodológicas para tornar inteligíveis processos e dinâmicas de produção dos saberes profissionais dos professores, colocando no centro das discussões o saber, trazendo para o debate a epistemologia, tratada no campo da formação de professores, problematizando os saberes pedagógicos em termos de processos de objetivação, dando sentido às investigações que visam compreender como se constituem os saberes objetivados em sua articulação com os saberes da ação.


Palavras-chave


formação de professores, saber profissional, epistemologia, saberes da ação, saber objetivado.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRÉ, Marli E. D. A. A produção acadêmica sobre formação de professores: um estudo comparativo das dissertações e teses defendidas nos anos de 1990 e 2000. Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Docente. Belo Horizonte: Autêntica, v. 1, n. 1, p. 41-56, ago./dez. 2009. Disponível em: http://formacaodocente.autenticaeditora.com.br/artigo/exibir/1/7/3. Acesso em: 25 mar. 2017.

ANDRÉ, Marli E. D. A. Pesquisas sobre formação de professores: tensões e perspectivas do campo. In: FONTOURA, Helena Amaral; SILVA, Marco (org.). Formação de professores, culturas: desafios à Pós-graduação em Educação em suas múltiplas dimensões. E-book online. In: ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DA REGIÃO SUDESTE, 10., 2011, Anped Sudeste. Disponível em: http://www.fe.ufrj.br/anpedinha2011/sobre.html. p. 24-36. Acesso em: 6 mar. 2017.

AVENIER, Marie-José.; SCHMITT, Christophe. La construction de savoirs pour l’action. Paris: L’Harmattan, 2007.

BARBIER, Jean-Marie. Savoirs théoriques et savoirs d’action. Paris: PUF, 2014 [1996].

BERNARD, Alain. Former les futurs enseignats à l’histoire des disciplines scolaires. In: MARIN, Brigitte; SAVATOVSKY, Dan. (dir.). Épistémologie, savoirs et champs disciplinaires: questions d’apprentissage. Conférences de Consensus de l’IUFM de l’académie de Créteil – Université Paris-Est Créteil, Créteil, n. 4, p. 15-27, 2013.

BOUTIER, Jean; PASSERON, Jean-Claude; REVEL, Jacques (ed.). Qu’est-ce qu’une discipline? Paris: Éditions de l’EHESS, 2006.

CERICATO, Itale Luciane. A profissão docente em análise no Brasil: uma revisão bibliográfica. Rev. Bras. Estud. Pedagog. [online], v. 97, n. 246, p. 273-289, 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S2176-6681/373714647. Acesso em: 17 mar. 2017.

CHERVEL, André. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria & Educação. n. 2, p. 177-229, 1990.

COURA, Flávia Cristina Figueiredo; PASSOS, Cármen Lúcia Brancaglion. Estado do conhecimento sobre o formador de professores de Matemática no Brasil. Zetetiké, Campinas/SP, v. 25, n. 1, 2017.

CUSSET, Yves. L’épistémologie, un monopole de la philosophie? In: MARIN, Brigitte; SAVATOVSKY, Dan (dir.). Épistémologie, savoirs et champs disciplinaires: questions d’apprentissage. Conférences de Consensus de l’IUFM de l’académie de Créteil – Université Paris-Est Créteil, Créteil, n. 4, p. 103-112, 2013.

FIORENTINI, Dario; CRECCI, Vanessa Moreira; NACARATO, Adair Mendes. Estudos do estado da arte da pesquisa sobre o professor que ensina matemática. Dossiê Temático. Zetetiké, Campinas/SP, v. 25, n. 1, 2017.

FIORENTINI, Dario; GRANDO, Regina Célio; LIMA, Rosana Catarina Rodrigues de; CRECCI, Vanessa Moreira; COSTA, Marina Carravero. O professor que ensina matemática como campo de investigação: um estudo do estado da arte. In: ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA (SBEM), 12., 2016, São Paulo. Anais [...]. São Paulo: Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM), 2016. Disponível em: http://sbempe.cpanel0179.hospedagemdesites.ws/enem2016/anais/pdf/8102_4251_ID.pdf. Acesso em: 25 out. 2016.

FIORENTINI, Dario; PASSOS, Cármen Lúcia Brancaglion; LIMA, Rosana Catarina Rodrigues de (org.). Mapeamento da pesquisa acadêmica brasileira sobre o professor que ensina matemática: período 2001-2012. Campinas: FE/Unicamp, 2016. Disponível em: https://www.fe.unicamp.br/pf-fe/pf/subportais/biblioteca/fev-2017/e-book-mapeamento-pesquisa-pem.pdf. Acesso em: 6 mar. 2017.

GARNICA, Antonio Vicente Marafioti; FERNANDES, Déa Nunes; SILVA, Heloisa da. Entre a amnésia e a vontade de nada esquecer: notas sobre Regimes de Historicidade e História Oral. Bolema, v. 25, n. 4, p. 213-250, 2011. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/2912/291223514011.pdf. Acesso em: 25 mar. 2017.

GATTI, Bernardete A. Formação inicial de professores para a educação básica: pesquisas e políticas educacionais. Est. Aval. Educ., São Paulo, v. 25, n. 57, p. 24-54, jan./abr. 2014.

HOFSTETTER, Rita; VALENTE, Wagner Rodrigues (org.). Saberes em (trans)formação: tema central da formação de professores. São Paulo: LF Editorial, 2017.

MEGID, Maria Auxiliadora Bueno Andrade et al. Mapeamento da pesquisa paulista sobre o professor que ensina matemática: aspectos físicos e tendências metodológica e temática. In: FIORENTINI, Dario; PASSOS, Cármen Lúcia Brancaglion; LIMA, Rosana Catarina Rodrigues de (org.). Mapeamento da pesquisa acadêmica brasileira sobre o professor que ensina matemática: período 2001-2012. Campinas: FE/Unicamp, 2016. p. 107-175. Disponível em: https://www.fe.unicamp.br/pf-fe/pf/subportais/biblioteca/fev-2017/e-book-mapeamento-pesquisa-pem.pdf. Acesso em: 6 mar. 2017.

MIALARET, Gaston. Savoirs théoriques, savoirs scientifiques et savoirs d’action en éducation. In: BARBIER, Jean-Marie. Savoirs théoriques et savoirs d’action. Paris: PUF, 2014 [1996]. p. 161-187.

MORAIS, Rosilda dos Santos. A produção dos saberes para ensinar e saberes a ensinar: o papel dos experts e o caso da resolução de problemas. In: BERTINI, Luciane de Fátima; MORAIS, Rosilda dos Santos; VALENTE, Wagner Rodrigues. A matemática a ensinar e a matemática para ensinar: novos estudos sobre a formação de professores. São Paulo: LF Editorial, 2017. p. 17-37.

OLIVEIRA, Marcus Aldenisson de. A aritmética escolar e o método intuitivo: um novo saber para o curso primário (1870-1920). 280 f. 2017. Tese (Doutorado em Ciências) - Programa de Pós-Graduação em Educação e Saúde na Infância e na Adolescência, Universidade Federal de São Paulo/Unifesp, Guarulhos/SP, 2017.

PINHEIRO, Nara Vilma Lima. A aritmética sob medida: a matemática em tempos da pedagogia científica. 224 f. 2017. Tese (Doutorado em Ciências) - Programa de Pós-Graduação em Educação e Saúde na Infância e na Adolescência, Universidade Federal de São Paulo/Unifesp, Guarulhos/SP, 2017.

VALENTE, Wagner Rodrigues. A matemática na formação clássico-literária, tornando-se ensino de cultura geral. Educação Matemática Pesquisa. São Paulo, v. 1, n. 2, p. 34-45, 1999.

VALENTE, Wagner Rodrigues. O lugar da matemática escolar na Licenciatura em Matemática. Bolema, Rio Claro, v. 27, n. 47, 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-636X2013000400012.

VICENT, Guy; LAHIRE, Bernard; THIN, Daniel. Sobre a história e a teoria da forma escolar. Educação em Revista, Belo Horizonte, n. 33, jun. 2001.

VILLELA, Lúcia Maria Aversa et al. Os experts dos primeiros anos escolares: a construção de um corpo de especialistas no ensino de matemática, 1930-1970. In: PINTO, Neuza Bertoni; VALENTE, Wagner Rodrigues (org.). Saberes elementares matemáticos em circulação no Brasil: dos documentos oficiais às revistas pedagógicas, 1890-1970. São Paulo: LF Editorial, 2016. p. 245-287.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.
';



====================================================================

REVISTA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO / HISTORY EDUCATION JOURNAL

QUALIS/CAPES 2016: Educação - A1 / Ensino - A1 / História - A2 / Interdisciplinar - A2 / Direito - A2 / Linguística e Literatura - B1 / Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo - B1

ISSN online: 2236-3459

E-mail: rhe.asphe@gmail.com

Facebook RHE

Twitter RHE 

Google + (Plus) 

Academia RHE

Linkedin RHE


INDEXADORES / INDEXERS

Diadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras

Dialnet - Fundación Dialnet

Doaj - Directory of Open Access Journals

Educ@ Scielo FCC - Indexador online de periódicos na área da Educação

EZB - Elektronische Zeitschriftenbibliothek (Electronic Journals Library)

Google Acadêmico - Google Scholar

Latindex - Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal

LatinRev - Red Latinoamericana de Revistas Académicas en Ciencias Sociales y Humanidades

OEI - Organización de Estados Iberoamericanos para la Educación, la Ciência y la Cultura - Biblioteca Digital

Periódicos Capes - Portal de Periódicos Capes / MEC

PKP - Public Knowledge Project

Qualis Periódicos - Plataforma Sucupira

Redalyc - Sistema de Información Científica Redalyc / Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal

Redib - Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico

Scielo - Scientific Electronic Library Online

Scopus - Abstract and citation database of peer-reviewed literature: scientific journals, books and conference proceedings

SJR - Scimago Journal & Country Ranking

Sumários.org - Sumários de Revistas Brasileiras

 

PATROCINADORES / SPONSORS

Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação - Asphe

Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUC/RS

Universidade Federal de Pelotas - UFPel

Universidade de Caxias do Sul - UCS

Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI

 

AGÊNCIAS DE FOMENTO

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Capes