Análise de critérios e requisitos para o acesso a Obras Raras em bibliotecas digitais – um estudo longitudinal

Ana Flávia Lucas de Faria Kama, Miriam Paula Manini, Dulce Maria Baptista

Resumo


Coleções de Obras Raras são de suma importância para o conhecimento histórico humano. Ao longo dos anos a digitalização desse tipo de coleção e sua disponibilização na internet vêm se mostrando como uma alternativa eficaz ao seu acesso diante dos avanços da preservação digital e da curadoria digital. O presente estudo tem como objetivo analisar os critérios e requisitos de acesso a obras raras digitalizadas em dez bibliotecas digitais do Brasil e do mundo, dotado de uma natureza longitudinal e partindo de uma metodologia mista, com coletas de dados realizadas em 2010 e 2015 dentro da amostra selecionada. Os resultados mostram que houve uma evolução na qualidade do acesso e do tratamento das Obras Raras digitalizadas presentes na amostra, de modo a concluir, que a digitalização de Obras Raras obteve um acréscimo de qualidade, sendo feita de forma mais coesa e com requisitos mais padronizados.


Palavras-chave


Obras Raras. Digitalização de Obras Raras. Biblioteconomia de livros raros. Bibliotecas digitais. Preservação digital. Curadoria digital.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1808-5245223.227-244



Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)