DISCURSO E IMPRENSA: INTERPRETAÇÕES SOBRE A REVOLUÇÃO FEDERALISTA NO JORNAL O ESTADO DE SÃO PAULO (1893-1895)

Waleska Sheila Gaspar

Resumo


Resumo
Este trabalho objetiva analisar a repercussão da Revolução Federalista, ocorrida no Rio Grande do Sul entre os anos 1893 e 1895 através da fonte periódica O Estado de São Paulo, identificando de que forma o jornal interpretou os acontecimentos que envolveram o conflito. Devido ao protagonismo político que São Paulo ia construindo após a proclamação da República (1889), fundamentam-se as análises sobre a forma como um dos jornais mais influentes da época, O Estado de São Paulo, descreveu a revolução, alargando as repercussões desta sobre o centro do país. Amparada pela metodologia da análise do discurso das mídias, trabalhada por Patrick Charaudeau, procuramos também tratar sobre o uso da imprensa como fonte de pesquisa histórica, a qual possibilita compreender a inserção do acontecimento em um contexto mais amplo, visto que age diretamente no campo político-ideológico. As análises permitiram evidenciar que o discurso construído nas páginas do periódico paulista deturparam os fundamentos da revolta, já que esta, na visão do jornal, representava uma ameaça à consolidação da hegemonia da elite agrária paulista, a qual ainda não estava posta nos primeiros anos da República. Verifica-se, com esta investigação, a maneira como a Revolução Federalista tornou-se pauta das discussões políticas do centro do país, uma vez que, para além de um conflito pelo poder regional, a revolta foi interpretada como uma ameaça à estabilidade da instituição republicana, representada pela nova coalizão de forças, cujo centro era a elite cafeeira paulista.

Abstract
This research proposes to analyze the Federalist Revolution repercussion, which took place in Rio Grande do Sul among 1893 and 1895, through the periodical source O Estado de São Paulo, identifying how the newspaper interpreted the events involved on the conflict. Because of the political protagonism that São Paulo was building after the Republic proclamation (1889), the research has based on how one of the most influential newspapers of that time, O Estado de São Paulo, described the revolution, increasing the repercussions of it in the center of the country. Based on the methodology about the discourse analysis by Patrick Charaudeau, we also try to work with the media as a source in historical research, what makes possible to understand the insertion of the event in a bigger context since it acts directly in the political-ideological field. The analyzes allowed to show that the discourse constructed in the pages of the O Estado de São Paulo broke down the revolt foundations, since that, for the newspaper, it represented a threat to the consolidation of the agrarian elite hegemony of São Paulo, which was not there in the beginning of the Republic. We can verified with this investigation how the Federalist Revolution became the center of the political discussions in the center of the country. Because, in addition to a conflict for regional power, the revolt was interpreted as a threat to the republican institution stability, represented by the new covenant of forces whose center was the coffee elite of São Paulo.


Palavras-chave


Palavras-chave: Revolução Federalista. O Estado de São Paulo. Imprensa. Discurso das mídias./Keywords: Federalist Revolution. O Estado de São Paulo. Media. Media Discourse.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1678-3484 - Qualis: História B3 - Planejamento Urbano B5 - Ciências Sociais Aplicadas B4 - Letras B2. Contato: revistaihgrgs@ufrgs.br