Poly e GeoGebra 3D: um experimento de ensino na educação básica

Andressa Trainotti, Rodrigo Sychocki da Silva

Resumo


Este artigo tem como objetivo apresentar e refletir sobre um experimento de ensino envolvendo Geometria Espacial ocorrido na educação básica fazendo-se uso dos softwares Poly e GeoGebra 3D. A pesquisa de caráter qualitativo ocorreu com uma turma de 2º ano de Ensino Médio de uma instituição da rede estadual de educação de Santa Catarina. Ao fim da pesquisa pôde-se concluir que as tecnologias digitais usadas no experimento contribuíram para o aprendizado dos tópicos de Geometria Espacial estudados, desenvolveram a curiosidade e motivação dos estudantes, assim como tornaram a sala de aula um ambiente de exploração, criação de conjecturas e validação de hipóteses pelos estudantes, os quais são elementos de uma profícua aprendizagem.

Palavras-chave


Ensino, Geometria Espacial, Tecnologias Digitais. Visualização Geométrica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1679-1916.85879

RENOTE - Revista Novas Tecnologias na Educação      ISSN 1679-1916

A RENOTE, possui a nota Qualis B1 (Ensino) e B1 (Interdisciplinar) no Sistema de Avaliação da CAPES.

Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação (CINTED) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Avenida Paulo Gama, 110 - Anexo III – 3o andar
Porto Alegre, RS, Brasil – CEP: 90040-060

Telefone: (51) 3308-4100
E-mail: renote@cinted.ufrgs.br