BOA GOVERNANÇA E RESPONSABILIZAÇÃO: UMA AVALIAÇÃO DO PAPEL MIDIÁTICO NA CONQUISTA DA TRANSPARÊNCIA DURANTE AS ELEIÇÕES GERAIS DA NIGÉRIA EM 2019.

Aondover Eric Msughter

Resumo


Os meios de comunicação social têm, ao longo dos anos, sido significativamente ativos nos processos políticos e de democratização do país, especialmente nas Eleições Gerais de 2019. Aparentemente, a mídia de massa é o pilar sobre o qual a democracia existe, próspera e sobrevive. Por conseguinte, o significado dos meios de comunicação num ambiente democrático não pode ser subestimado. No contexto do exposto, este artigo examina a boa governança, a responsabilização do governo e o papel dos meios de comunicação na Eleição Geral 2019, na Nigéria. O documento também estabelece que o potencial da mídia para contribuir para a boa governança e a responsabilização depende da medida em que os meios de comunicação refletem e impõem os princípios da boa governança e respondem como uma instituição. O artigo avalia o papel dos meios de comunicação na obtenção da transparência e do governo responsável nas Eleições Gerais 2019 no que diz respeito à cobertura, destacando algumas questões relevantes que servem como o obstáculos no artigo. Este trabalho também interroga o nexo entre a mídia, a democracia e a governança, concluindo que os meios de comunicação contribuem significativamente para o desenvolvimento sócio-político na sociedade e dificilmente é possível que qualquer sociedade atinja o seus anseios e aspirações sem a mídia. O artigo estabelece que a transparência e a responsabilização na governança só podem ser alcançadas através do poder influente dos meios de comunicação.

Palavras-chave


Responsabilização, Corrupção, Boa Governança, Mídia e Democracia Sustentável.

Texto completo:

PDF (English) PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2448-3923.91505

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Estudos Africanos (RBEA)

e-ISSN 2448-3923; ISSN 2448-3907

Publicação do CEBRAFRICA/UFRGS