A NATUREZA DARWINISTA EM THOMAS HARDY

Sophia Celina Diesel

Resumo


O novelista e poeta inglês Thomas Hardy compartilha de muitas questões e dúvidas apresentadas por seu contemporâneo naturalista Charles Darwin na famosa obra A Origem das Espécies. Discussões envolvendo a existência de Deus, o início da vida e o papel do homem no contexto natural (e social) provocadas pelo argumento de Darwin tornaram-se comuns na Inglaterra da segunda metade do século dezenove e surgem também na obra de Hardy. Ambos os autores foram acusados de heresia e de promover a imoralidade de um mundo sem Deus. Porém, uma análise mais cuidadosa aponta que para nenhum deles o fato de descer o homem da posição de obra central da criação significava o fim do sentido da vida; mas, ao contrário, apenas que a natureza oferece uma espécie nova de moralidade. 

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2238-8915.85125

Direitos autorais 2018 Sophia Celina Diesel

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

E-ISSN: 22388915 / ISSN Impresso: 0102-6267

LICENÇA

Os artigos publicados na revista estão sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

INDEXADORES

  

     

   

 

           Imagen relacionada

   

Flag Counter