VARIAÇÃO DIASTRÁTICA E DIAGERACIONAL DO R-FORTE EM PORTUGUÊS POR FALANTES BILÍNGUES DE HUNSRIQUEANO COMO LÍNGUA DE IMIGRAÇÃO ALEMÃ NO RIO GRANDE DO SUL

Martina Steffen

Resumo


O presente artigo analisa a variação da realização do r-forte /r/ no português falado por descendentes de imigrantes alemães no Rio Grande do Sul. Tomando por base dados do Atlas Linguístico-Contatual das Minorias Alemãs na Bacía do Prata: Hunsrückisch (ALMA-H), faz-se uma comparação diastrática e diageracional das ocorrencias das diferentes variantes de /r/ registradas no estilo de leitura. O diagnóstico destas variáveis permite apreçar a persistência de transferências e marcas de contato, assim como o grau de aproximação dessas comunidades bilíngües às variedades inovadoras do português conforme o nível de escolaridade e a faixa etária.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2238-8915.38066

Direitos autorais



E-ISSN: 22388915 / ISSN Impresso: 0102-6267

LICENÇA

Os artigos publicados na revista estão sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

INDEXADORES

  

     

   

 

           Imagen relacionada

   

Flag Counter