A CASA DO BANDEIRANTE: UMA REVISÃO DE SUAS ORIGENS

Günter Weimer *Autor Convidado

Resumo


RESUMO
O tema da casa bandeirista não é novo. Porém, até agora foi pouco explorado o exame de suas origens tipológicas, ressalvadas as constatações de que tenham sido provenientes de Portugal, com algumas influências da arquitetura indígena. Nossos estudos constataram a existência de outras influências como a africana (tanto da África Branca como Negra), a berbere e a germânica. E, contra as expectativas, não foi possível detectar significativas influências indígenas. Também se pretende discutir as eventuais influências orientais na configuração das mesmas

ABSTRACT
The study of the bandeirista house is not new. However, so far the analysis of its typologic origins has not been well explored, except for the remark that it has Portuguese origins with some Amerindian architecture influence. Our studies reveal the occurrence of other influences, such as African (from both black and white Africa), Berber, and Germanic. But in opposition to the expected, no significant Amerindian influence was detected. The present paper also intends to discuss the possible Eastern influences in its configuration.


Palavras-chave


Palavras-chave: Casas bandeiristas. Arquitetura popular. Taipa. Arquitetura colonial brasileira. / Keywords: Bandeiristas houses. Vernacular architecture. Rammed earth technique. Brazilian colonial architecture.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1678-3484 - Qualis: História B3 - Planejamento Urbano B5 - Ciências Sociais Aplicadas B4 - Letras B2. Contato: revistaihgrgs@ufrgs.br