Uma abordagem utilizando comunidades de prática para o aprendizado de alunos com baixa visão na modalidade de ensino a distância

Autores

  • Tatiana Takimoto UFSC/EGC
  • Gertrudes Aparecida Dandolini UFSC/EGC
  • João Artur Souza UFSC/EGC
  • Tarcísio Vanzin UFSC/EGC

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.21926

Palavras-chave:

comunidades de prática, tecnologias de informação e comunicação, educação a distância, baixa visão

Resumo

O Programa de Pós Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, da Universidade Federal de Santa Catarina, com apoio do PROESP CAPES, possui um projeto - WebGD - cujo foco é o desenvolvimento de um ambiente web adaptável e acessível para o ensino da disciplina Geometria Descritiva. Este artigo apresenta parâmetros necessários para a inclusão social e educacional do aluno com baixa visão e se baseia na estratégia das comunidades de prática para motivar a participação e a interação entre os alunos. Realiza-se uma revisão de literatura sobre educação a distância, cognição situada e comunidades de prática, conceitos que fundamentam o projeto WebGD, e uma revisão de literatura sobre baixa visão. Apresentam-se ao final os requisitos necessários para o desenvolvimento das próximas etapas do projeto WebGD.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-07-28

Como Citar

TAKIMOTO, T.; DANDOLINI, G. A.; SOUZA, J. A.; VANZIN, T. Uma abordagem utilizando comunidades de prática para o aprendizado de alunos com baixa visão na modalidade de ensino a distância. RENOTE, Porto Alegre, v. 9, n. 1, 2011. DOI: 10.22456/1679-1916.21926. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/21926. Acesso em: 6 dez. 2022.