Constituição de redes de convivência com portadores de sofrimento psíquico através de recursos informatizados

Autores

  • Deise Juliana Francisco UFAL
  • Cleci Maraschin UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.14017

Palavras-chave:

sofrimento psíquico - pesquisa intervenção - informática na educação

Resumo

A atenção à saúde mental no Brasil está transversalizada por ações de desinstitucionalização e de criação de espaços sociais. O projeto de extensão “Criando laços via recursos informatizados”, realizado numa universidade comunitária do interior do RS em parceria com o CAPS local objetiva atuar na constituição de redes de convivência e no agenciamento criativo de portadores de sofrimento psíquico. Trata-se de pesquisa qualitativa, com diário de campo e análise das produções do grupo (uso de aplicativos, e-mail, fóruns, sites etc.). Como resultados aponta-se que os portadores de sofrimento psíquico têm-se engajado nos ambientes virtuais, demonstrando interesse em aprender e produzir. O trabalho com imagem pessoal e autobiografia teve efeitos na subjetividade e ressoou positivamente no ambiente familiar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2005-11-17

Como Citar

FRANCISCO, D. J.; MARASCHIN, C. Constituição de redes de convivência com portadores de sofrimento psíquico através de recursos informatizados. RENOTE, Porto Alegre, v. 3, n. 2, 2005. DOI: 10.22456/1679-1916.14017. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/14017. Acesso em: 4 out. 2022.