A(S) ECOLOGIA(S) COGNITIVA(S) E A INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO

Autores

  • Mara Lúcia Fernandes Carneiro UERGS

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.14013

Resumo

Nas últimas décadas, o uso de recursos tecnológicos como apoio à educação foi intensificado no Brasil. A ampliação das redes, o uso intensivo da Internet e o barateamento dos equipamentos tornaram o acesso à tecnologia aparentemente mais fácil. No entanto, nem as ações governamentais têm conseguido reduzir significativamente a exclusão digital. Hoje ainda há um grande número de escolas sem laboratórios de informática e o acesso à Internet ainda é restrito. No entanto, naquelas onde já existem os recursos tecnológicos, não se percebe ainda uma influência significativa nos processos de ensino e de aprendizagem. O texto questiona a simples inserção da tecnologia no processo educacional e destaca a necessidade de reavaliar-se a preparação de professores e alunos para ingressarem nesta nova sala de aula.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mara Lúcia Fernandes Carneiro, UERGS

Doutora em Informática na Educação. Coordenadora do Depto. de Educação a Distância da Universidade Estadual
do Rio Grande do Sul.

Downloads

Publicado

2005-11-17

Como Citar

CARNEIRO, M. L. F. A(S) ECOLOGIA(S) COGNITIVA(S) E A INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO. RENOTE, Porto Alegre, v. 3, n. 2, 2005. DOI: 10.22456/1679-1916.14013. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/14013. Acesso em: 29 nov. 2022.