Edgar Morin e a educação integral: subsídios para essa associação

Autores

  • Diovane de César Resende Ribeiro Universidade Federal do Triângulo Mineiro/Núcleo de Estudos e Pesquisas em Corporeidade e Pedagogia do Movimento (NUCORPO) e Prefeitura Municipal de Uberaba. http://orcid.org/0000-0003-1507-1584
  • Wagner Wey Moreira Universidade Federal do Triângulo Mineiro http://orcid.org/0000-0002-3705-9319

DOI:

https://doi.org/10.21573/vol36n32020.104868

Palavras-chave:

Edgar Morin. Teoria da Complexidade. Educação Integral

Resumo

O trabalho apresentado teve como subsídio a fundamentação teórica de uma investigação desenvolvida a nível de mestrado em Educação. Tivemos como objetivo, neste artigo, associar os pensamentos de Edgar Morin com a concepção de Educação Integral. A partir da revisão bibliográfica sobre os temas, entendemos a Educação Integral como aglutinadora dos pensamentos propostos pelo filósofo francês no que tange a reforma do pensamento por meio da educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diovane de César Resende Ribeiro, Universidade Federal do Triângulo Mineiro/Núcleo de Estudos e Pesquisas em Corporeidade e Pedagogia do Movimento (NUCORPO) e Prefeitura Municipal de Uberaba.

Mestre pelo Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (PPGE-UFTM). Especialista em Educação e escola em tempo integral: desafios e perspectivas pela Faculdade Educacional da Lapa (FAEL). Graduado em Pedagogia pela Universidade de Uberaba (UNIUBE). Servidor público, vínculo efetivo, na Prefeitura Municipal de Uberaba/Secretaria Municipal de Educação.

Wagner Wey Moreira, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Doutor em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Professor do Magistério Superior e líder do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Corporeidade e Pedagogia do Movimento (NUCORPO), ambos na Universidade Federal do Triângulo Mineiro; Bolsista de Produtividade CNPq – Educação.

Referências

ARROYO, Miguel Gonzáles. O direito a tempos-espaços a um justo digno viver. In: MOLL, Jaqueline et al (Org.). Caminhos da Educação Integral no Brasil: direito a outros tempos e espaços educativos. Porto Alegre: Penso, 2012. Cap. 1. p. 33-45.

BRASIL. Ministério da Educação. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: Ministério da Educação, 2018. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-content/uploads/2018/02/bncc-20dez-site.pdf>. Acesso em: 28 fev. 2020.

CAVALIERE, Ana Maria Vilela. Tempo de escola e qualidade na educação pública. Educação e Sociedade, Campinas, v. 28, n. 100, p.1015-1035, out. 2007. Mensal. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v28n100/a1828100>. Acesso em: 26 maio 2020.

CAVALIERE, Ana Maria Villela. Educação Integral: uma nova identidade para a escola brasileira?. Educação e Sociedade, Campinas, v. 23, n. 81, p.247-270, dez. 2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v23n81/13940.pdf>. Acesso em: 10 abr. 2019.

GADOTTI, Moacir. Educação Integral no Brasil: inovações e processos. São Paulo: Editora e Livraria Instituto Paulo Freire, 2009. Disponível em: <http://acervo.paulofreire.org:8080/xmlui/bitstream/handle/7891/3079/FPF_PTPF_12_076.pdf>. Acesso em: 28 fev. 2020.

GUARÁ, Isa Maria F. Rosa. É imprescindível educar integralmente. Cadernos Cenpec | Nova Série, [s.l.], v. 1, n. 2, p.15-24, 1 ago. 2006. Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (CENPEC). http://dx.doi.org/10.18676/cadernoscenpec.v1i2. Disponível em: <http://cadernos.cenpec.org.br/cadernos/index.php/cadernos/issue/view/8>. Acesso em: 28 fev. 2020.

MOLL, Jaqueline. A agenda da educação integral: compromissos para sua consolidação como política pública. In: MOLL, Jaqueline et al (Org.). Caminhos da Educação Integral no Brasil: direito a outros tempos e espaços educativos. Porto Alegre: Penso, 2012. Cap. 8. p. 129-146.

MOLL, Jaqueline. Educação integral: texto referência para o debate nacional. Brasília: Ministério da Educação, 2009. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/cadfinal_educ_integral.pdf>. Acesso em: 28 fev. 2020.

MORIN, Edgar. O método 6: ética. 5. ed. Porto Alegre: Sulina, 2017. 224 p. Tradução de: Juremir Machado da Silva.

MORIN, Edgar. Introdução ao pensamento complexo. 5. ed. Porto Alegre: Sulina, 2015. 120 p. Tradução de Eliane Lisboa.

MORIN, Edgar. A via: para o futuro da humanidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013. 392 p. Tradução de: Edgard de Assis Carvalho.

MORIN, Edgar. O método 5: a humanidade da humanidade. 5. ed. Porto Alegre: Sulina, 2012. 309 p. Tradução de: Juremir Machado da Silva.

MORIN, Edgar. Rumo ao abismo?: ensaio sobre o destino da humanidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2011a. 192 p. Tradução de Edgard de Assis Carvalho, Mariza Perassi Bosco.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários a educação do futuro. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2011b. Tradução de Catarina Eleonora F. da Silva e Jeanne Sawaya; revisão técnica de Edgard de Assis Carvalho.

MORIN, Edgar; CIURANA, Emilio-roger; MOTTA, Raúl Domingo. Educar na era planetária: o pensamento complexo como Método de aprendizagem no erro e na incerteza humana. São Paulo: Cortez, 2003. 111 p. Tradução de: Sandra Trabucco Valenzuela.

RAMOSE, Mogobe B.. A filosofia Ubuntu e Ubuntu como filosofia. 1999. Tradução para uso didático por Arnaldo Vasconcellos. Disponível em: <https://filosofia-africana.weebly.com/uploads/1/3/2/1/13213792/texto16.pdf>. Acesso em: 20 abr. 2020.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Um discurso sobre as ciências. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2008. 92 p.

Downloads

Publicado

2020-11-12

Como Citar

Resende Ribeiro, D. de C., & Wey Moreira, W. (2020). Edgar Morin e a educação integral: subsídios para essa associação. Revista Brasileira De Política E Administração Da Educação, 36(3), 970–989. https://doi.org/10.21573/vol36n32020.104868

Edição

Seção

Dossiê: Âmbito escolar e suas compreensões: políticas públicas e seus desdobramentos