RELAÇÕES BRASIL-PALOP: 40 ANOS DE COOPERAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO NO ATLÂNTICO SUL (1974/75-2015)

Kamilla Raquel Rizzi

Resumo


A comemoração dos 40 anos das independências dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) é basilar para compreender-se a evolução histórico-social, econômica e de inserção no sistema mundial dessas ex-colônias portuguesas na África. As experiências socialistas nas décadas de 1970 e 1980, os condicionantes externos, a reforma econômica e a evolução para o multipartidarismo na década de 1990 e a tentativa de estabilização e desenvolvimento na década 2000 demonstram um panorama de acertos e erros na construção dos cinco jovens países. Este artigo analisa historicamente o trajeto político, econômico, social e diplomático percorrido pelos cinco PALOP, partindo da argumentação de que esses países (embora se mantendo na órbita da ex-metrópole, especialmente após a década de 1980), se aproximaram estrategicamente do Brasil como premissas políticas e culturais básicas para sua sobrevivência no sistema mundial.


Palavras-chave


Brasil; PALOP; Cooperação

Texto completo:

PDF (English) PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2448-3923.59492

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Estudos Africanos (RBEA)

e-ISSN 2448-3923; ISSN 2448-3907

Publicação do CEBRAFRICA/UFRGS