Aspectos Ginecológicos e Hormonais de Pacientes Nefropatas e Transplantadas Renais

Danitza Thomazi Gassen, Liliane Diefenthaeler Herter, Clotilde Garcia, Rossana Marroni, Maiga Milagre, Viviane Barros

Abstract


A prevalência de disfunção ovariana é alta em mulheres com doença renal crônica e parece resultar da disfunção em diversos níveis do eixo hipotálamo-hipófise-ovariano (HHO). Estas pacientes costumam apresentar ciclos irregulares, amenorréia, atraso no desenvolvimento puberal e baixa estatura. No entanto, em pacientes transplantadas renais, há uma melhora da função do eixo HHO, incluindo a melhora da fertilidade. Por isso, a contracepção após o transplante é importante e deve ter uma abordagem especializada. Ao prescrever um método contraceptivo, deve-se levar em conta a vulnerabilidade do órgão transplantado, os efeitos adversos, as interações medicamentosas, seus potenciais benefícios e malefícios e a condição clínica da paciente. O objetivo dessa revisão foi avaliar o eixo HHO das pacientes com doença renal crônica (DRC) ou transplante renal, bem como as peculiaridades da contracepção, uso de drogas e avaliação do colo uterino nessas pacientes.


Keywords


insuficiência renal crônica; transplante renal; disfunção ovariana; contracepção



Copyright (c)



ISSN: 2357-9730 

http://seer.ufrgs.br/hcpa/

   

  

 

Apoio Financeiro:


 

Licença Creative Commons
The Clinical & Biomedical Research is licenced under Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.