SÍNDROME DA LISE TUMORAL

Autores

  • Caroline Rech Serviço de Medicina Interna, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), Porto Alegre, RS, Brasil.
  • Elvino Barros Serviço de Nefrologia, HCPA, Porto Alegre, RS, Brasil.

Palavras-chave:

Lise tumoral, hiperuricemia, doenças hematológicas, insuficiência renal

Resumo

A síndrome da lise tumoral é caracterizada por complicações metabólicas e
desenvolvimento de insuficiência renal aguda, em geral ocorrendo em pacientes com neoplasias linfoproliferativas e após o início do tratamento quimioterápico. A hiperuricemia é o distúrbio metabólico mais característico, ocorrendo também hiperfosfatemia, hipocalcemia e hipercalemia. A insuficiência renal é decorrente principalmente da deposição de urato nos túbulos renais. Hidratação vigorosa e administração de alopurinol constituem o manejo principal da síndrome. Identificação precoce e instituição de medidas preventivas são importantes para que se evite o desenvolvimento de dano renal.
Unitermos: Lise tumoral, hiperuricemia, doenças hematológicas, insuficiência renal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-01-29

Como Citar

1.
Rech C, Barros E. SÍNDROME DA LISE TUMORAL. Clin Biomed Res [Internet]. 29º de janeiro de 2020 [citado 3º de dezembro de 2022];26(3). Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/99780

Edição

Seção

Artigos de Revisão

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>