Avaliação de teratógenos potenciais na população brasileira

a experiência do Sistema Nacional de Informação sobre Agentes Teratogênicos em Porto Alegre (SIAT)

Autores

  • Lavínia Schüler-Faccini
  • Maria T. V. Sanseverino
  • Rossana M. Peres

Palavras-chave:

teratógenos, gestação, defeitos congênitos

Resumo

O Sistema Nacional de Informações sobre Agentes Teratogênicos (SIAT) foi implantado em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, em 1990, com a proposta de fornecer a médicos e à população em geral informações rápidas e atualizadas sobre os riscos reprodutivos relacionados à exposição a agentes teratogênicos. O SIAT, que foi o primeiro serviço deste tipo a operar na América Latina também é uma importante fonte de dados para investigações prospectivas sobre teratogenicidade em humanos. Neste artigo nós relatamos a experiência deste serviço nos seus primeiros 11 anos de funcionamento e suas possíveis contribuições. A introdução em anos posteriores de outros três serviços similares em outras três capitais brasileiras (Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador), faz com que a integração destes quatro serviços dentro de uma rede nacional coordenada aumente o potencial do SIAT tanto no que diz respeito a cuidados de saúde como à pesquisa. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-07-22

Como Citar

1.
Schüler-Faccini L, T. V. Sanseverino M, M. Peres R. Avaliação de teratógenos potenciais na população brasileira: a experiência do Sistema Nacional de Informação sobre Agentes Teratogênicos em Porto Alegre (SIAT). Clin Biomed Res [Internet]. 22º de julho de 2022 [citado 5º de fevereiro de 2023];21(3). Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/126039

Edição

Seção

Artigos Especiais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)