Efeitos do Álcool na Função Ventricular da População Geral e em Pacientes Assintomáticos com Disfunção Ventricular: Revisão Sistemática

Autores

  • Diego Chemello HCPA/UFRGS
  • Priscila Raupp-da-Rosa HCPA/UFRGS
  • Nadine Clausell HCPA/UFRGS

Palavras-chave:

insuficiência cardíaca, miocardiopatia alcoólica, miocardiopatia dilatada, alcolismo.

Resumo

Introdução: A relação entre consumo excessivo de álcool e risco aumentado para desenvolvimento de miocardiopatia alcoólica é universalmente conhecida. No entanto, permanece não esclarecida qual é a dose de exposição ao álcool e o tempo de consumo necessários para o desenvolvimento dessa doença. Adicionalmente, não existem dados definitivos sobre o consumo leve a moderado de álcool e incidência de insuficiência cardíaca, tanto na população hígida como em pacientes assintomáticos com disfunção sistólica.

Objetivo: Identificar as evidências disponíveis na literatura sobre a associação entre o consumo moderado de álcool e a insuficiência cardíaca na população em geral e em pacientes assintomáticos com disfunção ventricular sistólica.

Métodos: A busca de evidências foi realizada mediante pesquisa nos bancos de dados PubMed, LILACS e Cochrane e foi restrita a estudos de coorte prospectivo.

Resultados: Foram encontrados sete estudos (cinco estudos realizados na população em geral e dois estudos realizados em pacientes assintomáticos com disfunção ventricular sistólica) sugerindo existir uma correlação inversa entre consumo moderado de álcool e risco de insuficiência cardíaca na população geral. Esses achados são mais consistentes para pacientes com insuficiência cardíaca de etiologia isquêmica. Entre pacientes assintomáticos com disfunção sistólica, o consumo moderado parece não interferir na evolução para insuficiência cardíaca clínica.

Conclusões: As evidências disponíveis na literatura sugerem que o consumo de álcool em doses moderadas está associado com redução de risco de insuficiência cardíaca clínica, tanto na população geral como em pacientes assintomáticos com disfunção ventricular estabelecida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diego Chemello, HCPA/UFRGS

Médico cardiologista, mestre em cardiologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Fellow em eletrofisiologia pelo Toronto General Hospital

Priscila Raupp-da-Rosa, HCPA/UFRGS

Aluna de Graduação em Medicina, bolsista de Iniciação Científica CNPQ pelo ambulatório de insuficiência cardíaca e transplante do HCPA

Nadine Clausell, HCPA/UFRGS

Graduação em Medicina na Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre (1981), seguida de Residencia Médica em Medicina Interna no Hospital de Clínicas de Porto Alegre de 1981 a 1984. Realizou Mestrado em Cardiologia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1989). Concluiu Doutorado em Cardiologia e Ciências Cardiovasculares na University of Toronto (1993) com bolsa CAPES seguido de Pós-doutorado na mesma instituição com foco de pesquisa em mecanismos imunoinflamatórios na insuficiência cardíaca com Fellowship da Heart and Stroke Foundation of Ontario, Canada. Admitida em 1997 por concurso público como professora adjunta na Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente é professora associada II. Seu indice h é 14 com 623 citações e 71 publicações presentes atualmente na base ISI Web of Science. Nos últimos 10 anos, a Profa. Nadine publicou 38 artigos completos (Pubmed), dos quais 25 internacionais (presentes na base ISI Web todos com Fator de impacto [FI]I > 1, sendo 17 com FI > 2) perfazendo uma média de FI JCR 2008 de 3,75. Orientou nestes 10 últimos anos 13 Dissertações de Mestrado, 10 Teses de Doutorado e 39 Iniciações Científicas (IC). Atualmente orienta 5 Mestrados (1 bolsa CNPq), 7 Doutorados (2 bolsas CAPES e 1 bolsa CAPES-sanduiche) e 3 IC, sendo destas 1 PIBIC CNPq, 1 FAPERGS e 1 PIBIC UFRGS. Desde o ano 2002 tem cadastrado no CNPq o Grupo de Pesquisa Aspectos patogênicos e clínicos envolvidos na progressão da insuficiência cardíaca sob sua liderança. Com linha pesquisa em Insuficiência Cardíaca, inflamação e seus aspectos patogênicos, seus projetos envolvendo pesquisa aplicada, bancada e experimentação animal transitam na área de Pesquisa Translacional com enfoque fisiopatogênico, diagnóstico e terapêutico dos pacientes com Insuficiência Cardíaca. Também no último decênio foi coordenadora do PPG Cardiologia e Ciências Cardiovasculares da UFRGS (Capes conceito 5) durante seis anos e desde 2004 coordena o Grupo de Pesquisa e Pós-Graduação do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), exercendo a liderança gerencial em pesquisa da Instituição. Sob sua liderança o HCPA foi contemplado no Edital DECIT/FINEP para Rede Nacional de Pesquisa Clínica (RNPC) em Hospitais de Ensino, e a Profa. Nadine é a atual Coordenadora da RNPC. A Profa. Nadine tem participado de editais de fomento à pesquisa tanto no campo individual (Edital Universal, Edital CNPq Pesquisa Pré-clínica de Terapia Celular 2005 como vice-coordenadora) como no campo institucional, liderando demandas do HCPA junto à FINEP e outros órgãos de fomento

Downloads

Publicado

2010-04-19

Como Citar

1.
Chemello D, Raupp-da-Rosa P, Clausell N. Efeitos do Álcool na Função Ventricular da População Geral e em Pacientes Assintomáticos com Disfunção Ventricular: Revisão Sistemática. Clin Biomed Res [Internet]. 19º de abril de 2010 [citado 28º de novembro de 2022];30(1). Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/11099

Edição

Seção

Artigos de Revisão

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>