HIPERTENSÃO ARTERIAL: NOVOS PARADIGMAS PARA DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

Autores

  • Flávio Danni Fuchs Unidade de Hipertensão Arterial do Serviço de Cardiologia, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Porto Alegre, RS, Brasil.
  • Miguel Gus Unidade de Hipertensão Arterial do Serviço de Cardiologia, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Porto Alegre, RS, Brasil.

Palavras-chave:

Hipertensão, eventos cardiovasculares, prevenção

Resumo

Hipertensão arterial é fator de risco cardiovascular freqüente, muitas vezes despercebido e mal controlado. Evidências recentes de estudos de coorte reforçam a idéia de que é fortemente desejável manter valores muito baixos de pressão arterial ao correr da vida, o que pode ser conseguido com a adoção de estilo de vida saudável. Essas evidências, em conjunto com o resultado de
ensaios clínicos, demonstram que, em indivíduos de alto risco, o tratamento medicamentoso antihipertensivo está indicado mesmo em presença de pressão arterial normal. A primeira opção antihipertensiva para a maioria dos pacientes deve recair em diuréticos em baixa dose, como demonstra a análise conjunta de inúmeros ensaios clínicos e os resultados do maior deles, o estudo Antihypertensive and Lipid-Lowering Treatment to Prevent Heart Attack Trial (ALLHAT).
Unitermos: Hipertensão; eventos cardiovasculares; prevenção

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-03-09

Como Citar

1.
Fuchs FD, Gus M. HIPERTENSÃO ARTERIAL: NOVOS PARADIGMAS PARA DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO. Clin Biomed Res [Internet]. 9º de março de 2020 [citado 30º de janeiro de 2023];24(1). Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/100889

Edição

Seção

Artigos de Revisão

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>