A Argentina na política externa brasileira nos governos FHC e Lula da Silva

Autores

  • Adriane Gomes Fernandes de Almeida Programa de Pós-Graduação San Tiago Dantas (Unesp-Unicamp-PUC-SP)

DOI:

https://doi.org/10.22456/2178-8839.82081

Palavras-chave:

Brasil, Argentina, Política externa

Resumo

O presente artigo busca analisar como as relações com a Argentina foram tratadas na política externa brasileira, dos governos FHC e Lula da Silva, a partir das respectivas estratégias de inserção internacional. Conclui-se que as diferenças de ambas as estratégias foram acompanhadas de diferenças da importância da Argentina na política externa Brasileira. Contudo, nos dois casos, o país vizinho não se constituiu como uma das prioridades, ocupando um lugar instrumental em relação aos principais interesses de cada governo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriane Gomes Fernandes de Almeida, Programa de Pós-Graduação San Tiago Dantas (Unesp-Unicamp-PUC-SP)

Mestranda em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação San Tiago Dantas (UNESP/UNICAMP/PUC-SP). Bolsista pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). Graduada em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista, Campus de Franca. Membro do Observatório de Política Exterior (OPEx), vinculado ao Grupo de Estudos de Defesa e Segurança Internacional (GEDES).

Downloads

Publicado

2018-09-26

Como Citar

Almeida, A. G. F. de. (2018). A Argentina na política externa brasileira nos governos FHC e Lula da Silva. Conjuntura Austral, 9(47), 13–28. https://doi.org/10.22456/2178-8839.82081

Edição

Seção

ARTIGOS