Avaliação da limpeza terminal em uma unidade para pacientes portadores de microrganismos multirresistentes

Nayane Dalla Valle dos Santos, Eloni Terezinha Rotta, Cristófer Farias da Silva, Caroline Deutschendorf, Rodrigo Pires dos Santos

Abstract


INTRODUÇÃO: As infecções relacionadas à assistência à saúde são as complicações mais comuns a acometerem pacientes hospitalizados. O controle da disseminação de microrganismos de importância epidemiológica é um componente importante para a segurança do paciente.

                MÉTODOS: O estudo teve como objetivo avaliar a qualidade da limpeza terminal realizada em leitos de uma unidade fechada para portadores de microrganismos multirresistentes. As limpezas foram avaliadas por meio de duas metodologias: inspeção visual por check list e detecção da presença de adenosina trifosfato (ATP). Foram avaliadas três superfícies próximas ao paciente: colchão, mesa de alimentação e mesa de cabeceira.

                RESULTADOS: Sessenta e seis leitos submetidos a limpeza terminal foram avaliados. Quinze leitos (23%) foram reprovados pela inspeção visual e 42 (66%) foram reprovados pela metodologia de detecção de ATP. As duas metodologias adotadas apresentaram baixa concordância nos resultados (kappa=0,235). As mesas de cabeceira e de alimentação apresentaram valores significantemente maiores de ATP quando comparadas aos colchões.

                CONCLUSÃO: As taxas de reprovação encontradas utilizando as duas metodologias indicam que a prática hoje adotada na instituição pode ser aprimorada.


Keywords


Controle de Infecção Hospitalar



Copyright (c)



ISSN: 2357-9730 

http://seer.ufrgs.br/hcpa/

 

 

Apoio Financeiro:

 


Licença Creative Commons
The Clinical & Biomedical Research is licenced under Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.