A Arte do Encontro e da Composição: Spinoza + currículo + Deleuze

Tomaz Tadeu

Resumo


É possível conceber a educação e o currículo de uma outra forma que não como um processo de desenvolvimento e formação, organizado em tomo das tradicionais categorias de sujeito e objeto? Inspirado por certos conceitos de Deleuze e Spinoza, tento, neste ensaio, dar uma resposta afirmativa a essa questão, sugerindo que o currículo e a educação podem ser concebidos como uma arte do encontro e da composição, na qual o que importa não é a forma e a substância, o sujeito ou o objeto, mas o que se passa entre os diferentes corpos que habitam um currículo.

Palavras-chave


currículo, Deleuze,filosofia da diferença, Spinoza, plano de imanência.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo