Os Universitários como um Público: educação e governamentalidade neoliberal

Roberto Rafael Dias da Silva, Elí Terezinha Henn Fabris

Resumo


O presente texto propõe-se a apresentar os modos pelos quais a noção de público é produtiva para compreender as tecnologias de poder produzidas nas interfaces entre a educação e a comunicação no capitalismo contemporâneo. Tal conceito, produzido a partir de Gabriel Tarde, potencializa o entendimento de que os múltiplos materiais midiáticos que circulam em nosso tempo produzem uma sofisticação das tecnologias de poder. Examina-se, enfim, a gestão das mentes dos sujeitos universitários como uma tecnologia de poder característica do neoliberalismo contemporâneo, tal gerenciamento não apenas encaminha modos flexíveis de relacionar-se com o conhecimento, como também posiciona os sujeitos analisados em uma intensa rede de conexões permanentes.


Palavras-chave


Educação. Comunicação. Público. Governamentalidade. Universitários.

Texto completo:

Acesso ao artigo


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo