Abolição do estado burguês e extinção do Estado proletário. Revolução e ditadura do proletariado no marxismo

Santiago Javier Armesilla Conde

Resumo


O processo de revolução política do marxismo significa, pela abolição do Estado burguês, o ato pelo qual o proletariado toma o poder após a revolução e abole a situação anterior a essa revolução, e qualquer possibilidade de retornar a ela. Da mesma forma, a ditadura do proletariado, o Estado proletário como a classe dominante, passa por um processo que consiste, na realidade, em superar qualquer possibilidade de retornar à situação anterior. Esse cancelamento e superação da situação anterior, a capitalista, não supõe a supressão da administração e apropriação do território, recursos e população que, legal e legitimamente, toda sociedade política realiza. A metodologia que usaremos será a comparação de textos de Marx, Engels e Lênin para concluir que na sociedade comunista o Estado é anulado e superado em um sentido dialético histórico, mas não é realmente destruído como tal. Pelo contrário, fará parte de uma unidade superior.

Palavras-chave


Estado; Ditadura Proletária; Revolução Comunista; Anarquismo; O comunismo.

Texto completo:

PDF (Español (España))


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-5269.88174

ISSN Eletrônico 1982-5269 / ISSN Impresso 2236-479X Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.