Avaliação da reprodutibilidade na identificação de pontos anatômicos obtidos em telerradiografias laterais de crânios secos com e sem identificadores metálicos

Nádia Assein Arús, Mariana Boessio Vizzotto, Priscila Fernanda da Silveira, Leticia Ruhland Correa, Heraldo Luis Dias da Silveira, Heloísa Emília Dias da Silveira

Resumo


A análise cefalométrica é uma importante ferramenta para a elaboração e acompanhamento de tratamentos ortodônticos, ortopédicos e cirúrgicos-ortognáticos, porém, trabalhos da literatura discordam quanto a sua precisão e demonstram que erros significantes estão presentes nas medidas obtidas pelo mesmo ou diferentes examinadores. Objetivo: Este estudo “in vitro” avaliou comparativamente as medidas cefalométricas realizadas em telerradiografias laterais de crânios secos sem e com identificadores metálicos nos pontos anatômicos. Materiais e métodos: : Foram utilizados 10 crânios secos para a realização de 20 telerradiografias divididas em dois grupos: 10 telerradiografias com identificadores metálicos nos pontos anatômicos (padrão-ouro) e 10 sem identificadores. Um especialista em radiologia odontológica, treinado e calibrado, realizou os traçados cefalométricos nos dois grupos. As comparações das medidas foram realizadas por meio do teste t pareado e coeficiente de repetibilidade de Bland&Altman. Resultados: Os resultados mostraram existir diferenças estatisticamente significativas, pela avaliação do coeficiente de repetibilidade, entre os valores de algumas medidas realizadas sobre as telerradiografias com os identificadores metálicos (padrão-ouro) daquelas realizadas na ausência destes. Conclusão: Pode-se concluir que, mesmo treinado e calibrado para a identificação de pontos anatômicos em telerradiografias laterais, o profissional pode gerar valores incorretos para os fatores cefalométricos. A calibragem intra-examinador executada em radiografias de pacientes, pode não refletir a certeza do acerto, e sim a repetição de erros não identificados.

Palavras-chave


diagnóstico por imagem, pontos de referência anatômicos, medidas, radiografia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2177-0018.28019