Mutações do sensível. A arte deslocalizada e o corpo desincorporado

Cynthia Farina

Resumo


Este texto trata do atual redesenho do corpo por meio de algumas práticas estéticas e discursivas que o tomam como problema. É enfocada a produção de subjetividade em relação à complexidade do corpo contemporâneo, a partir do pensamento de três críticos de arte: Catherine David, Paul Virilio e Jean Claire. Suas reflexões sobre a produção artística atual permitem questionar o sujeito e o corpo, por meio das mudanças de sua experiência estética. Trata-se de colocar em evidência a experiência estética do sujeito atual para destacar algumas transformações do regime sensível e perceptivo que o constitui. É abordada, aqui, a questão da mutação do corpo e da percepção, que tem implicações na política das composições da contemporaneidade.

Palavras-chave


corpo; práticas estéticas contemporâneas; percepção; política

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2179-8001.29626

Direitos autorais 2012 Cynthia Farina

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

PORTO ARTE: e-ISSN 2179-8001


INDEXADORES

PROPESQ

"

LATINDEX

Resultado de imagem para redib logo