Um argumento frágil

Flávio Gonçalves

Resumo


Este texto analisa a pesquisa em arte na universidade e a consequente contraposição entre pensamento poético e pensamento formal; as dificuldades da arte em assumir para si formas de pensar próprias de outros campos do conhecimento a fim de legitimar sua presença. A ideia central é a de que um argumento poético é um argumento frágil, o que torna problemático o modelo de simples aceitação das regras da academia pela arte. Como paradigma de
pensamento formal tomamos aqui o pensamento de Charles Peirce no que diz respeito à metodologia e aos modos de inferir.

Palavras-chave


Pesquisa em arte; Metodologia; Poéticas visuais; Charles Peirce.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2179-8001.18193

Direitos autorais 2011 Flávio Gonçalves

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

PORTO ARTE: e-ISSN 2179-8001


INDEXADORES

PROPESQ

"

LATINDEX

Resultado de imagem para redib logo