O governo de Dilma Rousseff e as negociações comerciais multilaterais: retração sem desistência

Fábio Costa Morosini, João Marcelo Cornetet

Resumo


Em outubro de 2012, fundamentando-se em decisão do Mercosul, o governo brasileiro aumentou a tarifa de importação de mais de cem produtos. Esse artigo apresenta evidências de que o atual governo mantém interesse nas negociações comerciais multilaterais, em oposição a interpretações de que a recente medida sinalizaria o abandono brasileiro da Rodada Doha da Organização Mundial do Comércio.

 


Palavras-chave


Governo de Dilma Rousseff; Negociações comerciais multilaterais; Rodada Doha

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2178-8839.40408



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

Conjuntura Austral - ISSN: 2178-8839

       UFRGS