Um Jogo Sério para Suportar o Aprendizado do Modelo Atômico de Bohr

Adilson Vahldick Adilson Vahldick, Willeson Thomas da Silva

Resumo


Um dos grandes problemas no ensino de física e química nas escolas é a carência dos laboratórios para que os alunos pratiquem e concretizem aquilo que visitaram de forma abstrata nas aulas teóricas. O uso de jogos na educação oferece oportunidades significativas de aprendizagem com a esperança de aumentar o interesse dos jovens nos conteúdos educacionais. O jogo, descrito neste artigo, permite que o aluno aprenda conceitos básicos do Modelo Atômico de Bohr. É um jogo do gênero ação, em que o aluno pilota uma nave que dispara projéteis. Entre cada uma das seis fases, ocorre um diálogo com o Dr. Niels Bohr, que explica o modelo e encerra com uma tarefa. Uma turma (n=28) do primeiro ano de ensino médio de uma escola pública experimentou o jogo. Os testes estatísticos apresentaram uma melhora significativa no desempenho após a experiência com o jogo. Apesar dos alunos terem achado alguma dificuldade em vencer no jogo, eles concordaram que se sentiram satisfeitos em divertir-se aprendendo com o jogo.


Palavras-chave


Química. Física. Jogos sérios. Modelo atômico de Bohr.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1679-1916.105940

Direitos autorais 2020 RENOTE



RENOTE - Revista Novas Tecnologias na Educação      ISSN 1679-1916

A RENOTE, possui a nota Qualis B1 (Ensino) e B1 (Interdisciplinar) no Sistema de Avaliação da CAPES.

Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação (CINTED) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Avenida Paulo Gama, 110 - Anexo III – 3o andar
Porto Alegre, RS, Brasil – CEP: 90040-060

Telefone: (51) 3308-4100
E-mail: renote@cinted.ufrgs.br