Sistemas de avaliação em larga escala e repercussões em diferentes contextos escolares: limites da padronização gerencialista

Andressa Aita Ivo, Álvaro Moreira Hypolito

Resumo


O artigo discute como os sistemas de avaliação em larga escala, em especial a Prova Brasil, repercutem em espaços escolares diferentes. A partir de estudo qualitativo em duas escolas, os relatos dos gestores e professoras entrevistadas mostram como os sistemas de avaliação em larga escala têm assumido importância no contexto educacional. A política de índices de qualidade desconsidera as especificidades locais, reforça a competição e a busca desenfreada das escolas por resultados. Os resultados apontam que as políticas gerencialistas de avaliação não garantem a qualidade da educação.

Palavras-chave


Avalição em larga escala; IDEB; Escola; Gerencialismo.

Texto completo:

PDF

Referências


BALL, Stephen J. Educação Global S.A.: Novas redes políticas e o imaginário neoliberal. Ponta Grossa: Editora UEPG, 2014.

______. Novos Estados, nova governança e nova política educacional. In: Apple, M.W., Ball, S.J. e Gandin, L.A. (org.) Sociologia da Educação - análise internacional. Porto Alegre: Penso, 2013, p.177-189.

______. The education debate. Bristol: The Policy Press, 2008.

______. Education Reform: a critical and post-structural approach. Buckingham; Opens University Press, 1994.

BALL, S. J.; MAGUIRE, M.; BRAUN, A. How schools do policy – policy enactments in Secondary Schools. London: Routledge, 2012.

BOURDIEU, P. A escola conservadora: as desigualdades frente à escola e à cultura. Educação em Revista. Belo Horizonte (10), p. 3-15, dez. 1989.

CARVALHO, L.M. O Senhor Director: fragmentos de uma história de actores e práticas escolares em Portugal. Educação e Pesquisa, v. 26, n.2, p. 31-49, São Paulo, Jul/Dec., 2000.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. A nova razão do mundo - ensaio sobre a sociedade neoliberal. São Paulo: Boitempo, 2016.

DOURADO, L. F.; OLIVEIRA, J. F. A qualidade da educação: perspectivas e desafios. Cadernos Cedes, Campinas, v. 29, n. 78, p. 201-215, maio/ago. 2009.

ENGUITA, Mariano Fernández. Educação e teorias da resistência. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 14, n. 1, p. 3-15, jan/jun, 1989.

ÉRNICA, M.; BATISTA, A. A. A escola, a metrópole e a vizinhança vulnerável. Cadernos de Pesquisa, v. 42, nº 146, p. 640-666, maio/ago. 2012.

FERRÃO, M. E.; FERNANDES, C. O efeito-escola e a mudança – dá para mudar, evidências da investigação brasileira. Revista Electrónica Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educación, v.1, n. 1, p. 1 -13, 2003.

FRANCO, C. et al. Qualidade e equidade em educação: reconsiderando o significado de “fatores intra-escolares”. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação. Rio de Janeiro, v.15, n.55, p.277-298, abr./jun. 2007.

IVO, A. A.; HYPOLITO, A.M. Gestão educacional e o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica da rede municipal de ensino de Santa Maria-Rio Grande do Sul. Revista Educação em Questão, Natal, v. 52, n. 38, p. 137-162, maio/ago. 2015

LAVAL, Christian. A escola não é uma empresa: o neo-liberalismo em ataque ao ensino público. Londrina: Planta, 2004.

LESSARD, C.; CAPRPENTIER, A. Políticas Educativas – a aplicação na prática. Petrópolis, RJ: Vozes, 2016.

MAINARDES, J.; MARCONDES, M.I. Entrevista com Stephen J. Ball: um diálogo sobre justiça social, pesquisa e política educacional. Educação & Sociedade, Campinas, vol. 30, n. 106, p. 303-318, jan/abr. 2009.

NOGUEIRA, C. et al. A influência da família no desempenho escolar: estudo de dados da geração escolar 2005. Revista Contemporânea de Educação, v. 4, n.8, p.1-18, 2009.

OLIVEIRA, D. A. Nova Gestão Pública e Governos Democrático-Populares: contradições entre a busca da eficiência e a ampliação do direito à educação. Educação & Sociedade, v.36, n.132, Campinas, jul/set, 2015.

PALERMO, G; SILVA, D.B.; NOVELLINO, M.S.F. Fatores associados ao desempenho escolar: uma análise da proficiência em matemática dos alunos do 5º ano do ensino fundamental da rede municipal do Rio de Janeiro. R. bras. Est. Pop., Rio de Janeiro, v. 31, n.2, p. 367-394, jul./dez. 2014.

PAZ, F.M.; RAPHAE, H.S. Contribuições para o debate sobre a Escola Pública: o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). Colloquium Humanarum, Presidente Prudente, v. 9, n. 2, p. 55-65, jul/dez 2012.

SANTOS, L. L. Políticas públicas para o ensino fundamental: Parâmetros Curriculares Nacionais e Sistema Nacional de Avaliação (SAEB). Educação & Sociedade, Campinas, vol. 23, n. 80, p. 346-367, Setembro, 2002.

VERGER, A.; NORMAND, R. Nueva gestión pública y educación: Elementos teóricos y conceptuales para el estudio de un modelo de reforma educativa global. Educação & Sociedade, v.36, n.132, p. 599-622, Campinas, jul/set, 2015.

VIANA, M. As práticas socializadoras familiares como locus de constituição de disposições facilitadoras da longevidade escola em meios populares. Educação e Sociedade, v.26, n. 90, jan.-abr. 2005, p. 107-125.




DOI: https://doi.org/10.21573/vol33n32017.79308

INDEXADORES

BBE – Bibliografia Brasileira de Educação (Brasília, MEC/INEP)
CLASE – Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México, UNAM)
DIADORIM - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras
DOAJ - Directory of Open Access Journals
DRJI - Directory of Research Journals Indexing (Maharashtra, India)
Edubase (SBU/UNICAMP)
LATINDEX - Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
Portal de Periódicos da Capes/MEC
Scielo Educ@ - Fundação Carlos Chagas-FCC, São Paulo/Brasil
Science Library Index - Meadow Springs, Mandurah State, Austrália
SUMÁRIOS.ORG - Sumários de Revistas Brasileiras

 

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Política e Administração da Educação,
da Associação Brasileira de Política e Administração da Educação
está licenciada com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://seer.ufrgs.br/index.php/rbpae/index

ISSN versão impressa: 1678-166X
ISSN versão eletrônica: 2447-4193

Prefixo DOI: 10.21573