MIGRAÇÕES SAZONAIS E ALÍVIO DA POBREZA NOS CENTROS DE PRODUÇÃO DE CACAU NO QUADRANTE LITOR NEO DE CAMARÕES: UM ESTUDO DIAGNÓSTICO SOCIAL-ANTROPOLÓGICO NA ÁREA PÓS-COLONIAL.

Martin Sango Ndeh

Resumo


O presente estudo estabelece uma ligação entre a produção de cacau e a migração de trabalhadores sazonais, especialmente trabalhadores do sexo comercial de centros urbanos para centros de produção de cacau durante períodos específicos do ano. Camarões como um todo opera no nível primário de produção com a agricultura dominando as operações econômicas. A produção de cacau constitui um importante componente da economia da área de estudo, com as cidades produtoras de cacau de Munyenge, Ekata, Bai, Bafia e muitas outras atraindo usualmente migrantes sazonais, especialmente durante períodos de crescimento do cacau. O boom do cacau cria um espaço social diferente que atrai diferentes categorias de trabalhadores sociais - pequenos comerciantes, compradores de cacau e profissionais do sexo que migram para essas áreas com a intenção de obter ganhos rápidos de suas atividades sexuais. Ao chegar a essas áreas, as profissionais do sexo entram na prostituição, fazem acordos sexuais e contratam casamentos que duram o período do boom. As trabalhadoras do sexo são geralmente de centros urbanos como Douala, Mutengene, Tiko e Limbe. As explosões de cacau em torno dessas áreas são geralmente caracterizadas por uma espécie de euforia social que é animada pela importação de profissionais do sexo, consumo excessivo e gastos generosos. Esse tipo de atmosfera social em torno dos centros de produção de cacau aumenta a vulnerabilidade das profissionais do sexo e dos operadores de cacau ao HIV / AIDS. Para realizar os objetivos deste estudo, adotou-se uma abordagem interdisciplinar, pois atravessa as ciências sociais e a história. Um delineamento qualitativo de análise foi empregado. Os mecanismos participantes / observadores foram igualmente um instrumento eficiente de coleta de dados. A escassez de literatura fez com que esta pesquisa dependesse principalmente de fontes orais. A partir das descobertas, os centros produtores de cacau de Munyenge, Ekata e muitos outros registram um enorme influxo de migrantes durante os períodos de expansão do cacau, incluindo os comerciais do sexo. Casamentos por contrato e contratos sexuais são comuns nessas áreas durante essas temporadas, resultando em um aumento na vulnerabilidade induzida pela mobilidade ao HIV.


Palavras-chave


Migração sazonal; contrato de sexo; aumento da pobreza, produção de cacau, quadrante litorâneo de Camarões.

Texto completo:

PDF (English) PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2448-3923.84190

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Estudos Africanos (RBEA)

e-ISSN 2448-3923; ISSN 2448-3907

Publicação do CEBRAFRICA/UFRGS