AS CONFISSÕES-DEPOIMENTO SOBRE O USO DA LÍNGUA ESTRANGEIRA INGLESA NO PROGRAMA DE MOBILIDADE INTERNACIONAL CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS

Carina Merkle Lingnau, Pedro Luis Navarro

Resumo


O Programa Ciência sem Fronteiras (CsF) foi uma ação política de mobilidade internacional para acadêmicos de graduação, pós-graduação entre outras modalidades. Nesse programa, era muito importante que o acadêmico/a soubesse uma língua estrangeira, em especial, a língua estrangeira inglesa.  Esse trabalho apresenta como objetivo analisar as confissões-depoimento dos acadêmicos egressos do Programa Ciência sem Fronteiras da UTFPR, câmpus Francisco Beltrão, bem como também analisar confissões-depoimento de servidores docentes e técnico-administrativos. Essas análises foram feitas em relação ao uso da língua estrangeira inglesa durante o ano de mobilidade no país acolhedor. Como metodologia utilizamos levantamento bibliográfico, pesquisa documental, entrevistas narrativas e o chamado método arquegenealógico, depreendido dos trabalhos do filósofo francês Michel Foucault. Os resultados mostraram que o uso da língua estrangeira inglesa no programa CsF se fez necessário durante o intercâmbio, embora nem sempre os acadêmicos tivessem fluência no idioma. Essa reflexão em torno do saber-poder, língua inglesa e CsF demonstrou a relação direta entre o poder, a criação do CsF e acadêmicos pouco preparados no idioma estrangeiro.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2238-8915.92229

Direitos autorais 2019 Carina Merkle Lingnau, Pedro Luis Navarro

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

E-ISSN: 22388915 / ISSN Impresso: 0102-6267

LICENÇA

Os artigos publicados na revista estão sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

INDEXADORES

  

     

   

 

           Imagen relacionada

   

Flag Counter