JOGOS DIGITAIS APLICADOS À PROMOÇÃO DO AUTOCUIDADO EM SAÚDE NO ESCOLAR: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

Autores

  • Maína Hemann Strack Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre
  • Mariana da Silva Bauer Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre
  • Luciana Bisio Mattos Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre
  • Silvio Cesar Cazella Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre
  • Cleidilene Ramos Magalhães Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.67358

Palavras-chave:

jogos de vídeo, saúde escolar, promoção da saúde, autocuidado, competências.

Resumo

Frente à crescente utilização dos serious games como ferramenta educacional, o presente artigo apresenta uma revisão integrativa que teve como objetivo: mapear a utilização de jogos digitais entre escolares na promoção do autocuidado em saúde. O foco do mapeamento foi na análise da contribuição dos jogos no aprendizado, aquisição de conhecimento, desenvolvimento de competências e na própria reflexão sobre autocuidado. A revisão foi realizada a partir de 7 bases eletrônicas. Incluiu-se os estudos publicados nos últimos 5 anos, originais e que tivessem como foco a utilização de jogos digitais com escolares, nas temáticas autocuidado e promoção de saúde. Dos 685 estudos revisados, 05 foram incluídos. A despeito do grande volume de publicações utilizando-se de serious games, verificou- se um número reduzido relacionando jogos digitais com escolares, autocuidado e promoção de saúde. Todavia, há indicativos do grande potencial dos jogos digitais no ambiente escolar para promoção de saúde, principalmente em relação ao desenvolvimento de competências para o autocuidado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-07-26

Como Citar

HEMANN STRACK, M.; DA SILVA BAUER, M.; BISIO MATTOS, L.; CESAR CAZELLA, S.; RAMOS MAGALHÃES, C. JOGOS DIGITAIS APLICADOS À PROMOÇÃO DO AUTOCUIDADO EM SAÚDE NO ESCOLAR: UMA REVISÃO INTEGRATIVA. RENOTE, Porto Alegre, v. 14, n. 1, 2016. DOI: 10.22456/1679-1916.67358. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/67358. Acesso em: 28 jun. 2022.

Edição

Seção

Jogos educacionais