Formação de moderadores de CdP: o caso da Educação Permanente dos profssionais do Sistema Único de Saúde

Autores

  • Andrea Cristina Lovatto Ribeiro Instituto Communitas
  • Nilva L. Rech Stedile Instituto Communitas; Universidade de Caxias do Sul (UCS)
  • João L. Tavares da Silva Instituto Communitas
  • Alexandre M. Ribeiro Instituto Communitas

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.53556

Palavras-chave:

educação permanente em saúde, comunidades de prática, formação de e-moderadores

Resumo

Ações em nível nacional de Educação Permanente em Saúde (EPS), baseadas no conceito de aprendizagem social por meio de Comunidades de Prática (CdPs), estão sendo as respostas inovadoras à necessidade de formação de milhares de profssionais atuantes no SUS. Este trabalho propõe um framework conceitual como subsídio para desenvolver   a   capacitação   de   e-moderadores dessas   comunidades,   o   qual   é apresentado por  meio de um  Ciclo de Moderação em CdPs, composto por quatro etapas. Este framework está sendo utilizado e se mostrado efcaz na formação de aproximadamente 150 moderadores que estão acompanhando comunidades de práticas de aproximadamente 2200 tutores em um curso de aperfeiçoamento semi-presencial, em um projeto de EPS para os profssionais do SUS, de abrangência nacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-12-28

Como Citar

CRISTINA LOVATTO RIBEIRO, A.; L. RECH STEDILE, N.; L. TAVARES DA SILVA, J.; M. RIBEIRO, A. Formação de moderadores de CdP: o caso da Educação Permanente dos profssionais do Sistema Único de Saúde. Revista Novas Tecnologias na Educação, Porto Alegre, v. 12, n. 2, 2014. DOI: 10.22456/1679-1916.53556. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/53556. Acesso em: 7 dez. 2023.

Edição

Seção

Formação docente para o uso de tecnologia