Ambientes de aprendizagem: significado na vida de idosos frequentadores de oficinas de informática

Autores

  • Michele Marinho da Silveira PPGEH/UPF
  • Josemara de Paula Rocha PPGEH/UPF
  • Daiana Argenta Kümpel PPGEH/UPF
  • Lia Mara Wibelinger FEFF/UPF
  • Adriano Pasqualotti PPGEH/UPF
  • Eliane Lucia Colussi PPGEH/UPF

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.21975

Palavras-chave:

ambientes de aprendizagem, tecnologias de informação e comunicação, idoso.

Resumo

O objetivo do presente trabalho é o de buscar compreender o significado que os ambientes de aprendizagem proporcionam na vida do idoso. Tratou-se de um estudo de abordagem quanti-qualitativa, com 39 idosos, pessoas com idade igual ou superior a sessenta anos, que frequentam as oficinas de informática de um grupo de terceira idade do município de Passo Fundo-RS. Os dados quantitativos foram descritos por meio da estatística descritiva. Já os de cunho qualitativo foram analisados por meio do método de análise de conteúdo proposto por Bardin (2010). Com relação aos resultados, constatou-se que os ambientes de aprendizagem proporcionam mudanças positivas na vida desses sujeitos, pois promovem novos conhecimentos, aprendizado, além de provocar sentimentos de felicidade, de sentirse mais realizado melhorando a autoestima e o bem-estar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-07-28

Como Citar

DA SILVEIRA, M. M.; ROCHA, J. de P.; KÜMPEL, D. A.; WIBELINGER, L. M.; PASQUALOTTI, A.; COLUSSI, E. L. Ambientes de aprendizagem: significado na vida de idosos frequentadores de oficinas de informática. RENOTE, Porto Alegre, v. 9, n. 1, 2011. DOI: 10.22456/1679-1916.21975. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/21975. Acesso em: 4 dez. 2022.