A Privatização do Estado Brasileiro e o Financiamento das Universidades e da Ciência & Tecnologia no Governo Bolsonaro

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21573/vol38n002022.122760

Palavras-chave:

privatização, reforma do Estado, financiamento, dívida pública

Resumo

Este trabalho objetiva analisar a privatização do Estado brasileiro por meio da Reforma Administrativa e do financiamento das Universidades federais e da Ciência &Tecnologia no governo Bolsonaro. Trata-se de uma análise documental realizada com fontes primárias extraídas no portal da Câmara Federal. Os resultados indicam que a Reforma Administrativa, somada à EC 95, atuam na privatização do Estado por meio de duas grandes ações: reduzir o financiamento das Universidades federais e da Ciência e Tecnologia e garantir a rentabilidade do capital financeiro por meio do pagamento da dívida pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vera Lucia Jacob Chaves, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Professora titular do Instituto de Ciências da Educação da Universidade Federal do Pará, Doutora em Educação pela UFMG com pós-doutorado pela Universidade de Lisboa e pela UERJ, Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFPA, pesquisadora produtividade do CNPq e Coordenadora da Rede Universitas/Br.

André Rodrigues Guimarães, Universidade Federal do Amapá

Doutor em Educação (UFPA). Mestre em Desenvolvimento Regional (UFPA). Licenciado em Pedagogia (UFPA). Professor Permanente dos Programas de Pós-Graduação em Educação da UNIFAP e UFPA. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas Marxismo, Trabalho e Políticas Educacionais (GEMTE/UNIFAP). Desenvolveu estágio pós-doutoral na UESB. Pesquisador da Rede Universitas/Br

Luiz Fernando Reis, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Doutor em Políticas Públicas e Formação Humana pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Professor do curso de graduação em Enfermagem e do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, campus de Cascavel. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Política Educacional e Social (Geppes Unioeste/CNPq) e da Rede de Pesquisas Universitas/Br.

Referências

BANCO CENTRAL DO BRASIL. Estatísticas. Séries Temporais. Atividade Econômica. Setor Real. Contas Nacionais. Produto Interno Bruto. Pib em R$ correntes: 2003-2020. Disponível em: <https://www3.bcb.gov.br/sgspub/localizarseries/localizarSeries.do?method= prepararTelaLocalizarSeries>. Acesso em 12 fev. 2022a.

_______. Estatísticas. Séries Temporais. Atividade Econômica. Setor Real. Contas Nacionais. Produto Interno Bruto. Pib acumulado dos últimos 12 meses – valores correntes. Janeiro a dezembro de 2021. Disponível em: <https://www3.bcb.gov.br/sgspub/localizarseries /localizarSeries.do?method= prepararTelaLocalizarSeries>. Acesso em 13 fev. 2022b.

BIRD/BANCO MUNDIAL. La Ensanñanza Superior: Las lecciones derivadas de la experiencia. (El Desarrollo en la práctica). Washington, D.C: BIRD/BANCO MUNDIAL, 1995.

BOLSONARO, Jair. O caminho da prosperidade: Proposta de Plano de Governo, 2018. Disponível em: https://divulgacandcontas.tse.jus.br/candidaturas/oficial/2018/BR/BR/2022802018/280000614517/proposta_1534284632231.pdf. Acesso em 15 jan. 2022.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição: República Federativa do Brasil. 1988. Brasília, DF: Casa Civil. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/ constituicao/constituicaocompilado.htm >. Acesso em: 12 abr. 2020.

BRASIL. Lei nº 10.172, de 9 de janeiro de 2001. Aprova o Plano Nacional de Educação, e dá outras providências. Mensagem de Veto nº 9. Publicado: D.O.U. de 10.1.2001.

______. Lei nº 10.260, de 12 de julho de 2001. Dispõe sobre o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior e dá outras providências. Publicado no DOU de 13.07.2001.

______. Lei nº 9.192, de 21 de dezembro de 1995. Altera dispositivos da Lei nº 5.540, de 28 de novembro de 1968, que regulamentam o processo de escolha dos dirigentes universitários. Publicado no DOU de 22.12.1995.

______. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Publicado no DOU de 22.12.1996.

______. Lei nº 9.637, de 15 de maio de 1998. Dispõe sobre a qualificação de entidades como organizações sociais, a criação do Programa Nacional de Publicização, a extinção dos órgãos e entidades que menciona e a absorção de suas atividades por organizações sociais, e dá outras providências. Publicado: D.O.U. de 18.5.1998.

______. Substitutivo adotado pela Comissão Especial à Proposta de Emenda à Constituição Nº 32-B, de 2020. Altera disposições sobre servidores, empregados públicos e organização administrativa. Brasília: Câmara dos Deputados Federais, 2021. Disponível em: https://www.camara.leg.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor=2079137&filename=SBT-A+1+PEC03220+%3D%3E+PEC+32/2020. Acesso em 12 dez. 2021.

BRESSER-PEREIRA, Luis Carlos; SPINK, Peter (Ed.). Reforma do Estado e administração pública. Rio de Janeiro: Ed. da Fundação Getúlio Vargas, 1998.

CÂMARA DOS DEPUTADOS. Orçamento da União: Execução Orçamentária e Financeira da União (2003-2021). Disponível em: <https://www2.camara.leg.br/orcamento-da-uniao>. Acesso em 27 jan. 2022.

CHESNAIS, François. A Mundialização do capital. São Paulo: Xamã, 1996.

CORSI, Francisco Luiz. A política econômica do governo Dilma: baixo crescimento e recessão. Novos Rumos, Marília, v. 53, n. 1, p. 2016, p. 1-13, jun. 2016, Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/novosrumos/article/view/8495. Acesso em 10 dez. 2021.

FATTORELLI, M. L. Auditoria Cidadã da Dívida Pública: experiências e métodos. Brasília: Inove, 2013.

GENTIL, Denise; HERMANN, Jennifer. A política fiscal do primeiro governo Dilma Rousseff: ortodoxia e retrocesso. Economia e Sociedade, Campinas, v. 26, n. 3 (61), p. 793-816, dez. 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ecos/a/hTt6P75FccxwCBJGnrv3VLF/?format=pdf&lang=pt. Acesso em 15 dez. 2021.

GENTILI, Pablo. A falsificação do consenso: simulacro e imposição na reforma educacional do neoliberalismo. Petrópolis: Vozes, 1998.

LEHER, Roberto. Projetos e modelos de autonomia e privatização das universidades públicas. In: TRINDADE, Helgio (Org.). Universidades na Penumbra – neoliberalismo e reestruturação universitária. São Paulo: Cortez, 2001.

MANCEBO, Deise. Crise político-econômica no Brasil: breve análise da educação superior. Educação & Sociedade, Campinas, v. 38, nº. 141, p.875-892, out.-dez., 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/nZy4FYc4TStyLtQTB5RhXLG/?format=pdf&lang=pt. Acesso em 30.01.2022.

PAULANI, Leda. Brasil delivery. São Paulo: Boitempo, 2008.

REIS, Luiz Fernando; MACÁRIO, Epitácio. Fundo Público em Disputa: Gastos Orçamentários do Governo Central com a Dívida Pública, as Universidades Federais e a Ciência e Tecnologia no Brasil (2003-2020). 2022. No prelo.

REIS, Luiz Fernando; MACÁRIO, Epitácio. Dívida pública e financiamento das Universidades Federais e da Ciência e Tecnologia no Brasil (2003-2020). Práxis Educacional, [S. l.], v. 16, n. 41, p. 20-46, 2020. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/7243. Acesso em: 27 fev. 2022.

SAAD FILHO, Alfredo; MORAIS, Lecio. Brasil: neoliberalismo versus democracia. São Paulo: Boitempo, 2018.

SANTOS, Agnaldo. A natureza regressiva do Governo Bolsonaro. Marxismo 21, Dossiê Natureza e o significado do governo Jair Bolsonaro e as perspectivas de esquerda, dez. 2019. Disponível em: https://marxismo21.org/wp-content/uploads/2019/12/Agnaldo-Santos-A-natureza-regressiva-do-Governo-Bolsonaro-.pdf. Acesso em 10 dez. 2021.

SEZEZEM, Priscila; CARTAXO, Ana Maria Baima. Crise do capital, contrarreforma da previdência social e pandemia. Temporalis, Brasília (DF), ano 21, n. 41, p. 237-255, jan./jun. 2021.

Downloads

Publicado

2022-10-18

Como Citar

Chaves, V. L. J., Guimarães, A. R., & Reis, L. F. (2022). A Privatização do Estado Brasileiro e o Financiamento das Universidades e da Ciência &amp; Tecnologia no Governo Bolsonaro. Revista Brasileira De Política E Administração Da Educação, 38(00). https://doi.org/10.21573/vol38n002022.122760

Edição

Seção

Seção temática: Políticas, gestão e direito à educação superior: novos modos de regulação e tendências em construção