TERRORISMO CONTEMPORÂNEO: UMA PERSPECTIVA TEÓRICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/2448-3923.133150

Resumo

O terrorismo tem mantido uma tendência de expansão, com apenas pequenos períodos de contração, razão pela qual continua a ser um dos principais problemas globais em termos de segurança. A maioria das análises sobre essas questões feitas por acadêmicos ocidentais é permeada por uma abordagem que associa o terrorismo ao "jihadismo", ao "islamismo" ou, pior, que não faz distinção entre movimentos armados com reivindicações sociais ou territoriais e grupos terroristas. Da mesma forma, o foco da luta contra o terrorismo continua a priorizar a abordagem militar, que não produziu resultados reais. Por esse motivo, é necessário, mais uma vez, voltar aos debates teóricos conceituais sobre o terrorismo, mas de uma perspectiva alternativa às tendências acadêmicas ocidentais que o estudam, em geral, de forma tendenciosa. Nesse sentido, o debate concentra-se em separar o terrorismo do Islã e de outras formas de luta política armada. Em regiões como o Sahel, onde há uma multiplicidade de atores armados não-estatais envolvidos, há uma tendência de caracterizar todas as formas de violência política como terrorismo, o que constitui um erro conceitual e metodológico. Daí decorre a importância de continuar os estudos conceituais que permitem ajustar as estratégias a serem seguidas e a identificação correta de quais atores devem ser considerados terroristas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Yoslán Silverio González, Centro de Pesquisas sobre Política Internacional (CIPI)

Centro de Pesquisas sobre Política Internacional (CIPI). Havana, Cuba.

Publicado

2023-09-01

Como Citar

Silverio González, Y. (2023). TERRORISMO CONTEMPORÂNEO: UMA PERSPECTIVA TEÓRICA. Revista Brasileira De Estudos Africanos, 8(15). https://doi.org/10.22456/2448-3923.133150