Submissões

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à revista Revista PHILIA | Filosofia, Literatura & Arte?
Acesso

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

 

Diretrizes para Autores

 

SUBMISSÃO DE CONTRIBUIÇÕES

Chamadas

A PHILIA | Filosofia, Literatura & Arte adota a chamada pública como modelo de recebimento de contribuições. A chamada é lançada na página da revista e divulgada por diferentes meios de comunicação acadêmica e em mídias sociais. Uma vez aberta a chamada, a revista recebe submissões pelo período mínimo de 30 (trinta) dias. Por padrão, as chamadas são atemáticas; eventualmente, porém, poderão ser abertas chamadas para números especiais temáticos.

 

Autoria de contribuições

A revista procura encorajar a produção e a divulgação de conhecimento sobre Filosofia, Literatura e Arte de:

  • Professores;
  • Mestres e doutores;
  • Alunos vinculados a Programas de Pós-Graduação de IES reconhecidas pelo MEC;
  • Alunos de graduação em coautoria com docentes vinculados a IES reconhecidas pelo MEC.

 

Cadastro na plataforma

As contribuições deverão ser necessariamente submetidas através da plataforma eletrônica (SEER-UFRGS). Para tanto, é necessário que os autores realizem nela seus cadastros, preenchendo adequadamente os campos solicitados, inclusive os metadados. Também é condição necessária à submissão de quaisquer contribuições que os autores informem seus ORCIDs (Open Researcher and Contributor ID) no campo especificado do cadastro. Informações de como obter um ORCID podem ser acessadas em www.ufrgs.br/blogdabc/tutorial-orcid/ ou https://orcid.org/. Caso o(a) autor(a) enfrente dificuldades para inserir o ORCID no campo específico da plataforma, o ORCID deve ser informado na opção “comentário ao editor” disponível no processo de submissão.

 

Orientações gerais

Ao submeterem colaborações, é imprescindível que os autores sigam as seguintes orientações:

  • Tenham observado atentamente as orientações gerais e as normas de publicação;
  • Submetam seus textos sem qualquer identificação ou informação que possa porventura identificá-los;
  • Preencham no sistema SEER, na área de cadastro, as informações biográficas necessárias, bem como a vinculação institucional;
  • Submetam os textos em arquivo em formato editável (preferencialmente em arquivo Microsoft Word, OpenOffice ou RTF);
  • A revista se reserva o direito de conferir exclusividade às publicações originais e inéditas;
  • A revista se reserva o direito de não publicar as submissões que não estiverem em conformidade com as normas acima e com as diretrizes para autores.

 

Normas de publicação


ATENÇÃO! A revista Philia disponibiliza no link a seguir (https://tinyurl.com/uv42388o arquivo modelo em que estão inseridas as principais normas exigidas e que já se encontra formatado conforme os padrões da revista. Esse modelo deve ser utilizado por todos os autores, sem o prejuízo da adoção de outras normas não constantes no modelo e explicitadas nessa página.

 

A revista aceita submissões formatadas conforme as seguintes normas:

  • Número mínimo e máximo de palavras (descontados resumos, palavras-chaves, notas de rodapé e referências) para cada seção:

SEÇÃO

MÍNIMO

MÁXIMO

Artigos

5 mil

8 mil

Traduções

4 mil

5 mil

Resenhas

2 mil

4 mil

Dossiês Temáticos

5 mil

8 mil

Ensaios Visuais

não se aplica

não se aplica

 
  • Exclusivamente nos casos de Artigos e Dossiês Temáticos aceitam-se textos escritos nas seguintes línguas: Português, Inglês, Espanhol, Francês e Alemão. Traduções e resenhas devem estar escritas em Português.
  • Todos os textos devem ser escritos em fonte Arial, tamanho 12, com recuo de parágrafo de 1,25 cm e espaçamento de 1,5 cm, justificados, em folha tamanho A4, com todas as margens (superior, inferior, direita e esquerda) de 3 cm, em layout retrato e sem numeração de páginas. Todas as partes dos textos deverão seguir esse formato, exceto instruções específicas apontadas.
  • Quando houver uso de divisões de texto (subtítulos ou subseções), elas devem ser alinhadas à esquerda, numeradas em números cardinais, em negrito e com apenas a inicial maiúscula, precedidas de duas linhas em branco e sucedidas de uma linha em branco.
  • As citações diretas com menos de 4 linhas devem ser inseridas no corpo do texto, iniciadas e terminadas com aspas duplas. Já as citações diretas com 4 linhas ou mais devem ser destacadas do corpo do texto com recuo em bloco de 4 cm, terem tamanho 10, com espaçamento simples, serem separadas do texto antecedente e precedente por uma linha em branco e não conterem aspas duplas no início e no final.
  • Exclusivamente para esta revista, todas as referências utilizadas ao longo do texto devem vir em notas de rodapé (em formato de notas ao pé da página), tendo tamanho 10, justificadas e com espaçamento simples, obedecendo ao seguinte padrão:

 

                 (nº da nota) Nome Sobrenome, Título, ano, p. x.

                 1 Jean Laplanche, A Sublimação, 2001, p. 29.

 

  • Caso o texto citado não seja um livro completo (seja, por exemplo, um artigo ou um capítulo de livro), deve-se iniciar e encerrar o título do texto com aspas duplas, sem aplicar o itálico, como no seguinte exemplo, para a referência em nota de rodapé:            

 

                  2 Walter Benjamin, "Sobre o conceito de história", 2012, p. 56.

 

  • Quando o texto citado tem dois autores ou mais, os nomes deles devem ser separados da seguinte forma, conforme a quantidade de autores, para a referência em nota de rodapé:


                  5 Gilles Deleuze e Félix Guattari, Kafka: por uma literatura menor, 2003, p. 29.

                  6 Eni Puccinelli Orlandi, Eduardo Guimarães e Fernando Tarallo, Vozes e contrastes: discurso na cidade e no campo, 1989, p. 43. 

 

  • Caso o texto tenha mais de três autores, é opcional citá-los todos na referência em nota de rodapé, sendo possível também citar apenas o primeiro, seguido da expressão et al. O que for escolhido aqui deve ter igual correspondência na referência completa ao final da submissão.
  • É permitido o uso das expressões Idem, Ibidem ou Op. Cit. (grafadas dessa forma) nas notas ao pé da página, conforme as seguintes instruções em cada caso:
                 - Idem (ou Id.): expressão que significa "o mesmo", usada para indicar a consulta a uma obra diferente do autor citado imediatamente acima. 
                      Exemplo:
                          1 Jean Laplanche, A Sublimação, 2001, p. 29.
                          2 IdemA primazia do outro em psicanálise, 1997, p. 56.
 
                 - Ibidem (ou Ibid.): expressão que significa "na mesma obra", usada para indicar a consulta a uma mesma obra citada imediatamente acima. Pode indicar citação de mesma página ou de página diferente da referência anterior.
                      Exemplo:
                          1 Jean Laplanche, A Sublimação, 2001, p. 29.
                          2 Ibidem, p. 30.

                 - Op. Cit.: expressão que significa "obra citada", usada para indicar a consulta a uma única obra já citada, mas intercalada à consulta a outra(s) obra(s) de autoria(s) diferente(s). 
                      Exemplo:
                          1 Jean Laplanche, A Sublimação, 2001, p. 29.
                          2 Sigmund Freud, Cinco lições de psicanálise, 1910.
                          3 Jean Laplanche, Op. Cit., 2001, p. 30.
 
 
  • Em citações indiretas, a indicação do número da nota de rodapé deve aparecer ao final da frase, depois do ponto, da seguinte maneira:

 

                 Para Leonardo Da Vinci, o pintor precisa apreender inicialmente com os mestres, treinando e habituando sua mão ao copiar os desenhos de seus professores das grandes escolas.5

 

  • E, em citações diretas, a indicação do número da nota de rodapé deve aparecer ao final da frase, antes do ponto, da seguinte maneira:

 

                 Porque, para Da Vinci, o pintor “há de habituar sua mão copiando os desenhos dos bons mestres”5.

 

                 Para Da Vinci, o pintor “há de habituar sua mão copiando os desenhos dos bons mestres”5, de modo que o processo de criação no Ressurgimento encontrava-se intimamente vinculado a um processo de transmissão e de formação técnica e artística.

 

                 Por outro lado, para Da Vinci:

                                  Em primeiro lugar, o pintor há de habituar sua mão copiando os

                                  desenhos dos bons mestres. Tendo adquirido tal hábito através

                                  dos critérios de seus predecessores, haverá então de se

                                  acostumar a desenhar coisas com relevo, servindo-se assim das

                                  regras que mais tarde lhe serão explicadas.5

                 Assim, (...)

 

  • Ao citar um trecho escrito em outra língua que a do idioma original da contribuição, o trecho original correspondente deverá aparecer em nota de rodapé, seguido da referência bibliográfica e da expressão “Tradução minha” ou “Tradução nossa”.
  • As referências completas dos textos consultados devem aparecer ao final do texto na seção “Referências”. Esse termo deve ser escrito com apenas a inicial maiúscula, em negrito, alinhado à esquerda, precedido de duas linhas em branco e sucedido de uma linha em branco, respeitando o mesmo formato de subcapítulos e seções.
  • Os textos constantes nas Referências devem ser ordenados alfabeticamente, estar escritos com espaçamento simples, alinhados à esquerda e separados entre si por uma linha em branco, obedecendo ao seguinte padrão:

 

                 SOBRENOME, Nome. Título. Local: Editora, ano.

                 LAPLANCHE, Jean. A Sublimação. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

  • Em caso de texto com mais de um autor, os nomes dos autores devem ser separados por ponto e vírgula. 
  • Caso o texto tenha quatro autores ou mais, convém citar todos. Opcionalmente, pode-se inserir apenas o primeiro autor, seguido da expressão et al (grafada dessa forma).
  • Nos casos de reedições nas quais a obra é comumente referida pelo ano da primeira edição, obedecer ao seguinte padrão para as referências, ou indicação bibliográfica, em nota ao pé de página:

 

                 13 Sigmund Freud, "Três Ensaios sobre a Teoria da Sexualidade (1905)", 2006, p. 54.

 

  • E obedecer ao seguinte padrão para a seção Referências:

 

                 FREUD, Sigmund. Três Ensaios sobre a Teoria da Sexualidade (1905). In: FREUD, Sigmund. Obras psicológicas completas. Rio de Janeiro: Imago, 2006.

 

  • Nos demais casos de Referências, deve-se observar os exemplos a seguir.

 

                 - Capítulo de livro publicado em obra do mesmo autor:

 

                 CANDIDO, Antonio. Os primeiros baudelairianos. In: CANDIDO, Antonio. A educação pela noite & outros ensaios. São Paulo: Ática, 1987.

 

                 - Capítulo de livro publicado sob organização de terceiros:

 

                 FREUD, Sigmund. Carta de 09 de dezembro de 1989 (1989). In: MASSON, Jeffrey (Org.). A correspondência completa de Sigmund Freud para Wilhem Fliess – 1887-1904. Rio de Janeiro: Imago, 1991.

 

                 - Artigo de periódico (especializado ou não – jornais diários, revistas semanais, etc.):

 

                 MATEUS, Maria Helena Mira. Unidade e variação na língua portuguesa: memória colectiva e memória fraccionada. Organon – Revista do Instituto de Letras da UFRGS, Porto Alegre, v. 8, n. 21, p. 35-42, jan. 1994.

 

                 - Trabalho de conclusão de curso, dissertação e tese:

 

                 ANGORAN, Anasthasie Adjoua. Gonçalves de Magalhães, Cruz e Sousa e Solano Trindade: três manifestações da presença francesa na literatura brasileira; um olhar africano. 2004. 381f. Tese (Doutorado em Letras) − Instituto de Letras, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS.

 

                 - Site ou página da internet:

 

                 PEREIRA, Claudiany. Meu mundo ruiu. Argumento. Atualizado em 09 dez. 2005. Disponível em: http://www.argumento.net/littera/index.shtml. Acesso em: 09 dez. 2005.

 

                 - Filme ou documentário:

 

                 VINGANÇA. Tony Scott (Dir.). Estados Unidos: Hunt Lowry, Paris Filmes, 1989. 1 filme (124 min), son., color., 35mm. Título original: Revenge. Legendas em português.

 

                 - Pintura, gravura, ilustração, fotografia, entre outros:

 

                 DUCHAMP, Marcel. Fonte. 1914.

 

                 - Outros casos devem observar as orientações da ABNT (NBR 6023:2018).

 

  • O destaque de palavras não deve ser feito pelo uso de negrito, sublinhado ou aspas (‘simples’ ou “duplas”). Havendo necessidade de destaque, deve-se utilizar sempre o itálico.
  • Quando não indicar as referências, o uso de notas de rodapé deve restringir-se a explicações e ao fornecimento de dados adicionais. Devem ser numeradas sequencialmente em números cardinais, apresentadas em espaçamento simples, tamanho 10 e justificadas.
  • O uso de figuras ou ilustrações é limitado ao número máximo de 5 (cinco), exceto para as contribuições no formato de Ensaios Visuais. Recomenda-se que os autores tenham autorização de uso de imagem sempre que for necessário. As imagens da submissão devem estar no formato .jpeg ou .png, com dimensão mínima de 1000 X 1000 pixels. As imagens devem estar inseridas no corpo do texto, centralizadas, e a posição da figura deve ser alinhada ao texto, não havendo texto ao redor da imagem.
  • As figuras (incluem imagens e ilustrações) devem ser indicadas abaixo do elemento inserido pela palavra “Figura” (apenas a inicial em maiúscula) em negrito, seguida de numeração consecutiva com números cardinais em negrito, centralizada, com fonte tamanho 12 e espaçamento simples. Na linha abaixo, deve ser incluída sua respectiva referência. A referência deverá necessariamente indicar autor, título em itálico e ano, com fonte tamanho 10 e espaçamento simples. Informações de técnicas, dimensões, acervo e localização são facultativas. Não deve haver indicação de legenda. Seguem exemplos:

 

[imagem] 

Figura 3

Marcel Duchamp, Fonte, 1917, fac-símile do artista de 1964.

 

[imagem]

Figura 4

György Ligeti, Poéme Symphonique, 1962.

 

  • Tabelas, quadros e gráficos devem apresentar legenda e referência. A legenda deve estar abaixo da figura, precedida da palavra "Tabela" (ou “Quadro”, ou “Gráfico”, de acordo com a natureza do elemento), com apenas a inicial em maiúscula, em negrito, seguida de numeração consecutiva com números cardinais em negrito, centralizada, com fonte tamanho 12 e espaçamento simples. Na linha abaixo, deve ser incluída sua respectiva referência. A referência deverá necessariamente indicar autor, título em itálico e ano, com fonte tamanho 10 e espaçamento simples. Segue um exemplo:

 

[imagem]

Tabela 1

Distribuição absoluta e relativa entre as modalidades do corpus

Fonte: Camargo, 1996.


  • O nome completo do autor deve ser inserido uma linha em branco após o título em língua estrangeira e ser sucedido de uma linha em branco, ter apenas as iniciais maiúsculas, estar em negrito, com fonte tamanho 12, espaçamento simples e alinhado à esquerda. Em caso de mais de um autor, deve-se reservar uma linha para cada nome, sem linhas em branco entre elas, sendo a sequência dos nomes estipulada pela ordem alfabética dos primeiros nomes dos autores. A inserção do(s) nomes(s) no arquivo deve ocorrer após a avaliação por pares cega para textos avaliados e no ato da submissão para textos não avaliados. 
  • A identificação da autoria deve ser feita através de chamada para nota de rodapé, com a inserção de um asterisco (*) após o último nome do autor respectivo, e conter as seguintes informações:

                 - Se aluno ou recém-titulado: titulação mais recente ou cursando, área de pesquisa ou curso, linha de pesquisa (se houver), programa de pós-graduação (se houver), instituição (e sigla entre parênteses), agência de fomento de pesquisa (se houver), número do ORCID e endereço de e-mail.
                 Exemplo: * Doutorando em Estudos Literários na linha de pesquisa Teoria, crítica e comparatismo do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com bolsa Capes, ORCID xxxxx e e-mail xxxx@xxxx.xxx.

                 - Se professor: cargo, titulação mais recente, área de atuação, programa de pós-graduação em que atua (se houver), instituição (e sigla entre parênteses), agência de fomento de pesquisa e nível (se houver), número do ORCID e endereço de e-mail.
                 Exemplo: * Professor Doutor em Letras vinculado ao Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com bolsa de produtividade em pesquisa do CNPq - nível 1B, ORCID xxxxx e e-mail xxxx@xxxx.xxx.

 

  • No que se refere a plágio e autoplágio e a outros assuntos relativos à ética editorial, a revista se reserva o direito de não publicar textos que violem diretrizes básicas para a integridade na atividade científica. Nesse aspecto, a revista observa as instruções do CNPq disponibilizadas em http://www.cnpq.br/web/guest/diretrizes.


Normas de publicação específicas para Artigos

  • Todos os artigos devem conter título e resumo (abstract) em Inglês, inclusive textos escritos integralmente nas demais línguas aceitas (casos em que título e resumo são também inseridos na língua do texto – e não em Português). Se escritos integralmente em Inglês, os textos devem ter seu segundo título e resumo escritos em Português.
  • Os títulos devem ser inseridos no alto da primeira página, estarem alinhados à esquerda, em negrito, em tamanho 14, em maiúsculas, e separados por uma linha em branco.
  • Ambos os resumos devem ter entre 80 e 120 palavras, com espaçamento de 1,5 cm, sem entrada de parágrafo e justificados, sendo a palavra “Resumo” ou seu respectivo termo em língua estrangeira escrito em negrito, com apenas a inicial maiúscula e sucedido de dois pontos. Ambos os resumos devem ser sucedidos de 3 a 5 palavras-chave, separadas por ponto e sem entrada de parágrafo. O termo “Palavras-chave” ou seu respectivo em língua estrangeira deve estar em negrito, com apenas a inicial maiúscula e sucedido de dois pontos. O resumo na língua do texto deve ser inserido duas linhas em branco depois do segundo título e separado de suas palavras-chave, do segundo resumo e das palavras-chave do segundo resumo por uma linha em branco. As palavras-chave do segundo resumo devem ser sucedidas de duas linhas em branco.

 

Normas de publicação específicas para Resenhas

  • São aceitas resenhas de obras publicadas há no mínimo 3 e no máximo 5 anos.
  • A resenha deverá necessariamente trazer a referência completa da obra resenhada, contendo nome do autor, título, ano, editora e número de páginas. Essa referência deve ser inserida duas linhas em branco após o título e ser sucedida de duas linhas em branco. Aconselha-se, também, a inclusão de uma ficha técnica da obra resenhada.

 

Normas de publicação específicas para Traduções

  • A tradução deverá necessariamente trazer a referência completa da obra traduzida, contendo nome do autor, título, ano, editora e número de páginas. Essa referência deve ser inserida duas linhas em branco após o título e ser sucedida de duas linhas em branco.
  • A revista exige que traduções venham acompanhadas da autorização do autor ou do editor responsável do texto traduzido.

 

Norma de publicação específica para Dossiês Temáticos

  • Textos que compuserem Dossiês Temáticos devem seguir as mesmas normas de publicação específicas dos Artigos.

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista.
  2. O(s) autor(es) da submissão estão com seus metadados atualizados.
  3. O arquivo da submissão não contém quaisquer itens que possam identificar o(s) autor(es), incluindo referências a trabalhos autorais anteriores e propriedades e informações pessoais do arquivo.
  4. O texto segue os padrões de estilo e formatação descritos nas Diretrizes para Autores, adotando o modelo em formato editável disponibilizado pela revista.
  5. Em caso de submissão a uma seção com avaliação pelos pares (i.e., artigos ou resenhas), as instruções disponíveis em Assegurando a avaliação pelos pares cega foram seguidas.
 

Declaração de Direito Autoral

Seguindo a recomendação do PKP (Público Knowledge Project), nossa revista trabalha com a licença Creative Commons (CC), ou seja, os direitos autorais de trabalhos publicados em PHILIA são compartilhados entre revista e autores, conquanto que os mesmos expressem claramente a partilha.

https://br.creativecommons.org/

 

Política de Privacidade

Os nomes, endereços e demais informações fornecidos para este periódico serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados em nenhuma circunstância para outras finalidades ou a terceiros.