A CIDADE PELO ESTRANGEIRO: Projetos, práticas e narrativas urbanas de comerciantes imigrantes no Porto, Portugal

Autores

  • Priscilla Santos ISCTE

DOI:

https://doi.org/10.22456/1984-1191.125766

Resumo

Neste artigo pretendo analisar os projetos de vida, práticas e narrativas urbanas de
pequenos comerciantes imigrantes no Bonfim, zona oriental do Porto, Portugal. Os dados
são de uma pesquisa etnográfica realizada entre julho de 2020 e janeiro de 2021 em que
busquei compreender como os projetos desses sujeitos imigrantes que abrem cafés,
restaurantes e bares no Bonfim inserem-se nas dinâmicas urbanas da zona e interceptamse nos planos estratégicos da urbe, que entoa a narrativa da cidade-competitiva e cidadeturística. Busco cruzar observações etnográficas enquanto pesquisadora-imigrante
brasileira no Porto, Portugal, com os imaginários, práticas cotidianas e narrativas sobre
mudança urbana de dois de meus principais interlocutores imigrantes: Paul, britânico
dono de um bar, e Bruno, brasileiro proprietário de uma padaria. O intuito é avançar na
produção de uma epistemologia urbana descentrada e relacional a partir das
representações de cidade dos estrangeiros.

Palavras-chave: Projetos de vida. Epistemologia urbana. Práticas urbanas. Pequenos comércios/

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-12-27

Como Citar

SANTOS, P. A CIDADE PELO ESTRANGEIRO: Projetos, práticas e narrativas urbanas de comerciantes imigrantes no Porto, Portugal. ILUMINURAS, Porto Alegre, v. 23, n. 63, 2022. DOI: 10.22456/1984-1191.125766. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/iluminuras/article/view/125766. Acesso em: 9 fev. 2023.