Análise da ocorrência de parasitos com potencial zoonótico no solo de escolas municipais infantis em dois municípios do Rio Grande do Sul

Autores

  • Aline Santos Padilha Centro de Ciências da Saúde e Agrárias, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Santa Maria, RS, Brasil.
  • Rita Leal Sperotto Centro de Ciências da Saúde e Agrárias, Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ). Cruz Alta, RS, Brasil.
  • Aline Henn Centro de Ciências da Saúde e Agrárias, Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ). Cruz Alta, RS, Brasil.
  • Amanda felipe Portella UNIVERSIDADE DE CRUZ ALTA

Palavras-chave:

Helmintíase, larva migrans, parasitoses, Ancylostoma spp, escola infantil

Resumo

Introdução: A contaminação de praças ou ambientes de recreação por ovos de geohelmintos constitui um problema de saúde pública. O solo, com relação aos helmintos parasitas se comporta como um hospedeiro intermediário. Recebe fezes ou água contaminada por parasitas em estágios não infectantes, oferecendo-lhes condições para o desenvolvimento e protege os parasitas em estágios infectantes durante certo tempo para, posteriormente, transmiti-lo ao homem. O objetivo é verificar a ocorrência e a contaminação ambiental por parasitas com potencial zoonótico no solo de escolas infantis em dois municípios do Rio Grande do Sul.

Métodos: Trata-se de um estudo delineamento transversal, observacional e descritivo. A coleta foi através de amostras de areia em dez escolas de dois municípios, as coletas do material foram de cinco pontos diferentes, tanto da profundidade quanto da superfície, totalizando-se 100 amostras analisadas.  As amostras de areia foram processadas em laboratório através dos métodos de Rugai e Hoffman, Pons e Janer.

Resultados: Análise total (N = 100) dos dois municípios, totalizando 50 amostras de cada. A contaminação das areias, por ovos de Ancylostoma spp., foi de 54% (n=27) no município I, sendo encontrados 56% (n=28) na cidade II.

Conclusão: A ocorrência de ovos de Ancylostoma spp. no ambiente de recreação enfatiza a importância da adoção de medidas restritivas rígidas que impeçam a entrada de animais, como cães e gatos em locais de lazer. Além desses parasitas serem capazes de comprometer a saúde de humanos e infectar outros animais.   

 

Palavras-chave: Helmintíase; larva migrans; parasitoses; Ancylostoma spp; escola infantil

  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-06-28

Como Citar

1.
Padilha AS, Sperotto RL, Henn A, Portella A felipe. Análise da ocorrência de parasitos com potencial zoonótico no solo de escolas municipais infantis em dois municípios do Rio Grande do Sul. Clin Biomed Res [Internet]. 28º de junho de 2019 [citado 2º de dezembro de 2022];39(1). Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/85692

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)