Taxa de excreção urinária de albumina e taxa de filtração glomerular em pacientes com diabetes tipo 2 e apenas um rim

Autores

  • Sandra P. Silveiro
  • Luciana da Costa
  • Maristela O. Beck
  • Jorge L. Gross

Resumo

OBJETIVO: Avaliar a taxa de excreção urinária de albumina e a taxa de
filtração glomerular em pacientes com apenas um rim e diabetes tipo 2 e em
pacientes não-diabéticos com apenas um rim.

PACIENTES E MÉTODOS: Foi feito um estudo controlado, de corte
transversal. Este estudo incluiu pacientes que tivessem apenas um rim por,
pelo menos, 5 anos, que não apresentaram doenças renais ou hipertensão
quando da nefroctomia, e que não tivessem cálculo ou doença sistêmica
quando da avaliação. Foram avaliados 20 pacientes com apenas um rim e
diabetes tipo 2 (oito homens, idade 62 + 9 anos; duração da diabete 8,5 + 7
anos), 17 pacientes não-diabéticos com apenas um rim (dois homens, idade
57 + 13 anos), e 184 pacientes com diabetes tipo 2, que foram agrupados
por idade, sexo e índice de massa corporal com os pacientes diabéticos
com apenas um rim. A taxa de excreção urinária de albumina foi medida por
imunoturbidimetria através de coletas de urina esterilizada obtidas a cada
24 h. A taxa de filtração glomerular foi determinada pelo método 51Cr-EDTA
de injeção única.
RESULTADOS: Os pacientes com diabetes tipo 2 e apenas um rim
apresentaram uma proporção maior (oito em 20; 40%) de microalbumnuria
(taxa de excreção urinária de albumina 20-200 mg/min) do que os pacientes
não-diabéticos e com apenas um rim (três em 17; 17,6%) e do que os
pacientes diabéticos do tipo 2 (37 em 184, 20%). Pacientes diabéticos com
apenas um rim apresentaram uma proporção maior de macroalbuminuria
(taxa de excreção urinária de albumina>200 mg/min; seis em 20; 30%) do
que os pacientes não-diabéticos e com apenas um rim (um em 17; 6%),
mas semelhante à mesma proporção dos pacientes com diabetes tipo 2 (43
em 184; 23%). As taxas de filtração glomerular dos pacientes não-diabéticos
e normoalbuminúricos com apenas um rim (71,7 + 21,4 ml x min-1 x 1,73m2
), e de pacientes com diabetes tipo 2 e apenas um rim (73,0 + 21,5 ml x min1 x
1,73m-2) foram semelhantes. No entanto, estas foram mais elevadas do
que a taxa de filtração glomerular (TFR ¸ 2) dos pacientes com diabetes tipo
2 e normoalbuminúricos, agrupados por idade, sexo e índice de massa
corporal (54,0 + 11,6 ml x min-1 x 1,73m-2).
CONCLUSÕES: Uma TFR elevada, associada à condição de um único rim,
confere um aumento do risco de desenvolvimento de doença renal na
presença de diabetes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-05-25

Como Citar

1.
P. Silveiro S, da Costa L, O. Beck M, L. Gross J. Taxa de excreção urinária de albumina e taxa de filtração glomerular em pacientes com diabetes tipo 2 e apenas um rim. Clin Biomed Res [Internet]. 25º de maio de 2022 [citado 4º de fevereiro de 2023];18(2). Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/124653

Edição

Seção

Editorial