EXU SEU SETE DA LIRA: DISPUTAS MIDIÁTICAS E INSTITUCIONAIS SOBRE O NORMAL, O ANORMAL E O PARANORMAL

Autores

  • Dionisio Alves de Castro Colégio Pedro II
  • Fábio Antonio da Costa Colégio Pedro II
  • Nathalie Quintarelli Colégio Pedro II
  • Jorge Luis Chaves de Assunção Colégio Pedro II
  • Yuri Reis Schaider Colégio Pedro II

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8136.95786

Palavras-chave:

Dons espirituais, Mídia, Umbanda

Resumo

A manifestação de uma entidade de umbanda, ao vivo, em dois programas de auditório, desencadeou em membros da plateia e em alguns telespectadores o estado de transe. A imprensa, a Igreja Católica e o Estado posicionaram-se publicamente e por meio de medidas institucionais a fim de que o fenômeno não ocorresse novamente. O caso da entidade Exu Seu Sete da Lira converteu-se em anedota, ocorrência extravagante cuja instância explanatória é disputada por discursos sociológicos, psiquiátricos e jurídicos. Nosso objetivo é descrever o caso e retomar uma discussão com os trabalhos científicos que sobre ele se debruçaram, a fim de demonstrar que o fenômeno deve ser explicado por si mesmo, pela sua presença e formas de presentificação, sendo os anteriores métodos explanatórios precários para a análise das relações entre mídia, dom espiritual e instituições estatais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-08-22

Como Citar

Alves de Castro, D., da Costa, F. A., Quintarelli, N., Chaves de Assunção, J. L., & Reis Schaider, Y. (2019). EXU SEU SETE DA LIRA: DISPUTAS MIDIÁTICAS E INSTITUCIONAIS SOBRE O NORMAL, O ANORMAL E O PARANORMAL. Debates Do NER, 1(35), 369–403. https://doi.org/10.22456/1982-8136.95786