“Assistindo ao Jornal Nacional”: determinantes da exposição aos principais telejornais brasileiros

Autores

  • Pedro Santos Mundim Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-5269.58714

Palavras-chave:

Telejornais Brasileiros, Consumo de Notícias, Hábitos de Mídia, Pesquisa Brasileira de Mídia 2014.

Resumo

O artigo analisa os hábitos de consumo de notícias e os fatores que determinam a exposição dos brasileiros aos principais telejornais do país, a partir dos dados da Pesquisa Brasileira de Mídia 2014. Os testes implementados – modelos logísticos de efeitos mistos – mostraram que tanto fatores como a escolaridade, idade, interesse por política e uso mais intenso da televisão e da Internet, quanto a religião e causas estruturais – a grade de programação – são importantes para explicar o consumo de telejornais no Brasil, especialmente em relação aos dois principais programas: o Jornal Nacional e Jornal da Record. Isso reforça o argumento a favor do uso de modelos integrados para a interpretação dos hábitos do consumo de mídia e sugere que os efeitos dos componentes estruturais são uma das principais causas do predomínio da TV Globo no horário nobre.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Santos Mundim, Universidade Federal de Goiás

Jornalista pela PUC-MG. Mestre em Comunicação pela UFMG. Doutor em Ciência Política pelo IUPERJ. Pós-doutorado no Departamento de Comunicação Social da UFMG. Professor Adjunto de Ciência Política da UFG.

Downloads

Publicado

2015-12-11

Como Citar

Mundim, P. S. (2015). “Assistindo ao Jornal Nacional”: determinantes da exposição aos principais telejornais brasileiros. Revista Debates, 9(3), 37–62. https://doi.org/10.22456/1982-5269.58714

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)