AVALIAÇÃO DA INTERDEPENDÊNCIA PRODUTIVA, ESTRUTURAS DE CONSUMO E DE RENDA ENTRE SÃO PAULO, PARANÁ E RESTANTE DO BRASIL

Autores

Palavras-chave:

Interdependência produtiva. Estruturas de renda e de consumo. Modelo de insumo-produto. Disparidades regionais. Distribuição de renda.

Resumo

Este trabalho tem como objetivo avaliar as relações de dependência entre as estruturas produtiva, de consumo e de renda do Paraná, São Paulo e Restante do Brasil e como essas relações afetam a distribuição interestadual e intraestadual da renda. Para tal, utiliza-se o modelo de Leontief-Miyazawa a partir de dados da matriz interestadual de insumo-produto do Brasil de 2011, bem como informações de consumo e rendimento das famílias da POF (2008/2009) e da PNAD (2009). Os resultados obtidos sugerem que existe um forte vazamento de renda do Paraná para as outras regiões do País, especialmente para São Paulo, o que pode contribuir para a intensificação das disparidades regionais. Esses vazamentos de renda ocorrem predominantemente nas famílias mais pobres, indicando que variações na demanda podem também aumentar a desigualdade de renda no Paraná. São Paulo, por sua vez, absorve a maior parte da renda gerada, entretanto, observa-se que o vazamento de renda do Estado para o Restante do Brasil também está relacionado com as famílias mais pobres. Por fim, os vazamentos inter-regionais constatados em relação as variações na renda das famílias foram similares aos vazamentos via variação nas demandas setoriais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2023-12-13

Como Citar

Velludo, M. C., & Vale, V. de A. (2023). AVALIAÇÃO DA INTERDEPENDÊNCIA PRODUTIVA, ESTRUTURAS DE CONSUMO E DE RENDA ENTRE SÃO PAULO, PARANÁ E RESTANTE DO BRASIL. Análise Econômica, 40(83). Recuperado de https://seer.ufrgs.br/index.php/AnaliseEconomica/article/view/101309

Edição

Seção

Artigos