Análise do poder discriminatório da SE-AFLP para Salmonella Enteritidis frente a outras técnicas fenotípicas e genotípicas

Authors

  • Clarissa Silveira Luiz Vaz UFRGS
  • Fernanda Simone Marques UFRGS
  • Sílvia Dias de Oliveira PUCRS
  • Marisa Ribeiro de Itapema Cardoso UFRGS
  • Cláudio Wageck Canal UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-9216.15819

Keywords:

Salmonella Enteritidis, SE-AFLP, Genotipagem, Suínos, Epidemiologia

Abstract

Salmonella  

(S.) Enteritidis tem sido uma das bactérias mais implicadas em casos de infecções alimentares, sendo a investigação de sua epidemiologia realizada por diferentes métodos fenotípicos e genotípicos. Dentre as técnicas de tipificação de bactérias, a técnica de single-enzyme amplified fragment length polymorphism (SE-AFLP) é um dos métodos mais recentemente descritos, apresentando boa confiabilidade e fácil aplicação. No presente trabalho, a SE-AFLP foi comparada com as técnicas fenotípicas de fagotipificação (PT) e determinação da sensibilidade a antimicrobianos (DSA) e genotípicas de rep-PCR (seqüências repetitivas REP, ERIC e BOX) e detecção de genes de virulência (genes spvR e spvC). Foram analisadas 20 amostras de S. Enteritidis, sendo onze isoladas de suínos da Região Sul do Brasil e nove amostras oriundas de outros países. A caracterização destas amostras pelas técnicas de PT, DSA, presença de genes de virulência e rep-PCR foi descrita em um trabalho anterior. O poder discriminatório obtido pelas técnicas foi calculado pelo índice de diversidade de Simpson (D). A SE-AFLP encontrou um número maior de perfis e obteve uma maior capacidade discriminatória do que as outras técnicas genotípicas, embora seu D tenha sido menor do que o das técnicas fenotípicas. Desta forma, ficou demonstrada a importância da utilização conjunta de técnicas fenotípicas e genotípicas na caracterização de amostras de S. Enteritidis.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Clarissa Silveira Luiz Vaz, UFRGS

 

 

Departamento de Patologia Clínica Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre/RS.

Fernanda Simone Marques, UFRGS

 

 

Departamento de Patologia Clínica Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre/RS.

Sílvia Dias de Oliveira, PUCRS

 

 

Pontifícia Universidade Católica (PUCRS), Porto Alegre/RS.

Marisa Ribeiro de Itapema Cardoso, UFRGS

 

 

Departamento de Medicina Veterinária Preventiva, UFRGS, Porto Alegre/RS.

Cláudio Wageck Canal, UFRGS

 

 

Departamento de Patologia Clínica Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre/RS.

Published

2018-03-30

How to Cite

Vaz, C. S. L., Marques, F. S., Oliveira, S. D. de, Cardoso, M. R. de I., & Canal, C. W. (2018). Análise do poder discriminatório da SE-AFLP para Salmonella Enteritidis frente a outras técnicas fenotípicas e genotípicas. Acta Scientiae Veterinariae, 35(1), 73–78. https://doi.org/10.22456/1679-9216.15819

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)

> >>