Turismo e a emergência de novas territorialidades: O caso de Itaúnas-ES

Julia Salvador Martins, Silvia Maria Guerra Molina

Resumo


O turismo é uma atividade econômica que, ao ser desenvolvido sem planejamento adequado, pode ocasionar mudanças no território dos lugares onde se insere. Interfere tanto no ambiente natural, quanto cultural da população receptora e tem um papel na produção e consumo do espaço.

 

Muitas vezes o turismo, da maneira como vem se consolidando em vários lugares do Brasil, acarreta transformações na vida das comunidades receptoras. Caracterizam-se alguns conflitos sócio-ambientais devido à questão da posse e uso da terra, a mudanças no padrão de comportamento e impactos no ambiente. Por esses motivos, o turismo freqüentemente se constitui, na abordagem da Ecologia Humana, num agente estressor atuante na desorganização das relações ecológicas, sociais, econômicas e culturais da população receptora. Como agente estressor, o turismo pode vir a desestruturar o modo de vida de populações nativas causando uma fragmentação do território e eventualmente, contribuindo para a emergência de territorialidades inéditas.

 

Itaúnas, distrito rural do município de Conceição da Barra-ES, apresenta um ambiente atrativo para o turismo. Isso se deve à conjugação de características naturais, representadas pelas dunas e mar e pelo contraste das mesmas com as áreas de alagados. Suas praias e características culturais também se constituem em atrativos, destacando-se os sítios e monumentos históricos, as manifestações folclóricas, artesanais e culturais. Nesse distrito, o turismo no local teve sua ascensão a partir da década de 90. Desse processo decorrem novas territorialidades.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1984-1191.9306

Revista Iluminuras - Publicação Eletrônica do Banco de Imagens e Efeitos Visuais - BIEV/LAS/PPGAS/IFCH/UFRGS

E-ISSN 1984-1191