Contato pele a pele entre mãe e recém-nascido e amamentação na primeira hora de vida

Letícia Gabriel Abdala, Maria Luzia Chollopetz da Cunha

Abstract


Introdução: O contato pele a pele (CPP) entre mãe e recém-nascido (RN) é uma intervenção simples, que facilita o processo de transição deste para o meio extra-uterino e favorece o início da amamentação precoce. Este estudo objetivou analisar a prevalência de CPP entre mãe e RN e de amamentação na primeira hora de vida.

Métodos: Estudo transversal, conduzido no centro obstétrico de um hospital universitário no sul do Brasil, em que se observou a interação entre mãe e RN a termo e com peso ≥2500g, durante a primeira hora de vida do neonato (n=111). Utilizou-se estatística descritiva, os testes qui-quadrado, exato de Fisher e correção de Yates para análise dos dados.

Resultados: A prevalência de CPP foi de 81%, enquanto 52% dos RN foram amamentados no período. O tempo médio para iniciar a sucção ao seio foi de 29±11 minutos de vida, sendo que 47% RN sugaram por até 15 minutos, 41% sugaram por 15-30 minutos e apenas 12% sugaram por mais de 30 minutos.

Conclusões: O contato pele a pele favorece o início da amamentação na primeira hora de vida, sendo recomendado como indicador assistencial.

Palavras-Chave: Enfermagem neonatal; salas de parto; recém-nascido; aleitamento materno


Keywords


Enfermagem neonatal; salas de parto; recém-nascido; aleitamento materno



Copyright (c) 2019 Clinical & Biomedical Research

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

ISSN: 2357-9730 

http://seer.ufrgs.br/hcpa/

   

  

 

Apoio Financeiro:


 

Licença Creative Commons
The Clinical & Biomedical Research is licenced under Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.