Diagnóstico molecular de paracoccidioidomicose associada à tuberculose em amostras de escarro

Autores

  • Lisandra Silvani Massi UFRGS
  • Aline Gehlen Dall Bello UFCSPA
  • Pedro Alves d'Azevedo UFCSPA
  • Luiz Carlos Severo UFRGS Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre

Palavras-chave:

Paracoccidioidomycosis, tuberculosis, molecular diagnosis

Resumo

Introdução: A paracoccidioidomicose (PCM) é uma micose sistêmica endêmica causada pelo fungo Paracoccidioides spp. O objetivo deste estudo foi determinar a associação entre tuberculose (TB) e PCM em pacientes com exame micológico negativo.

Métodos: Estudo prospectivo de diagnóstico molecular de amostras de escarro, com resultado positivo para bacilo álcool ácido resistente (BAAR) e negativo no exame direto e cultivo micológico.

Resultados: A aplicação de técnicas moleculares resultou em 18,4% de pacientes coinfectados com PCM e TB.

 Conclusão: O conhecimento das diferenças clínicas, epidemiológicas e laboratoriais da PCM quando associada à TB é importante para prevenir a disseminação da doença, complicações e o aumento da letalidade.

 

Palavras-chave: Paracoccidioidomicose; tuberculose; diagnóstico molecular

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-10-21

Como Citar

1.
Massi LS, Gehlen Dall Bello A, Alves d’Azevedo P, Severo LC. Diagnóstico molecular de paracoccidioidomicose associada à tuberculose em amostras de escarro. Clin Biomed Res [Internet]. 21º de outubro de 2016 [citado 29º de setembro de 2022];36(3). Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/65025

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)