Estudo da freqüência de ceratocistos odontogênicos

Onofre Francisco de QUADROS, Clélea de Oliveira CALVET

Resumo


O ceratocisto odontogênico desperta interesse particular devido à sua alta taxa de recorrência agressiva. Portanto o objetivo desse trabalho foi o de verificar a freqüência dos ceratocistos odontogênicos diagnosticados no Laboratório de Patologia da FO/UFRGS. Foram observados 55 casos de ceratocistos odontogênicos, em pacientes atendidos no período de 1979 a 1999. A faixa etária de maior ocorrência foi a 4ª década de vida (29,09%), enquanto a freqüência maior foi no sexo feminino (54,55%). A localização anatômica mais incidente foi a área de mandíbula (61,82%). Sugere-se a relação dos resultados encontrados com o comportamento dessa patologia.

Palavras-chave


Cistos; Cistos odontogênicos; Ceratocistos

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2177-0018.7768