Urgências em odontologia: um estudo retrospectivo

Maria Cristina MUNERATO, Diogo Luís FIAMINGHI, Paulo C. PETRY

Resumo


Este estudo teve o propósito de realizar um levantamento epidemiológico retrospectivo dos registros de atendimentos do setor de urgência da Faculdade de Odontologia - UFRGS, durante o semestre de 2002/1. Um total de 918 pacientes foi atendido neste período e foram analisados os dados referentes à idade, gênero, história médica pregressa, uso de fármacos, diagnóstico relacionado à queixa e achados estomatológicos, bem como o tratamento de urgência realizado. Foi constatado que: 63,51% dos pacientes tinham entre 21 e 50 anos, com predominância do gênero feminino (65,24%) em relação ao gênero masculino (34,76%); as causas mais freqüentes de atendimentos foram: pulpite, abscesso periapical agudo, cárie profunda, necrose pulpar, cárie, abscesso periodontal e fratura dentária. Os tratamentos mais realizados foram: abertura de câmara, restauração provisória, exodontia e prescrição de medicamento.

Palavras-chave


Urgência odontológica; Emergência; Epidemiologia; Levantamentos epidemiológicos; Assistência odontológica

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2177-0018.7649