Prevalência de lesões bucais no serviço público de saúde do município de Passo Fundo – RS, Brasil

Gabriela da Rocha, Gabriela Caovilla Felin, Mayara Cristina de Bona, Franklin David Gordillo Yépez, Ferdinando de Conto

Resumo


Resumo
O cirurgião-dentista ocupa uma posição estratégica no reconhecimento das alterações que envolvem a cavidade bucal e o diagnóstico precoce constitui uma das formas mais eficazes de combater uma doença. Objetivo: Esta pesquisa relatou a prevalência das patologias bucais que acometeram os pacientes que procuraram o Serviço de Prevenção e Diagnóstico Precoce de Câncer de Boca na rede Municipal de Saúde de Passo Fundo – RS entre janeiro de 2006 e dezembro de 2010. Materiais e Métodos: O estudo foi realizado por meio de análise dos prontuários de atendimento de todos os pacientes atendidos neste ambulatório. Foi feito um levantamento das lesões encontradas, associando os fatores de risco, gênero e idade visando determinar a prevalências dessas patologias. Resultados: O grupo das hiperplasias reacionais foi o mais prevalente com 31,3% dos casos. As lesões bucais acometem principalmente pacientes com mais de 40 anos. Conclusão: Pacientes do gênero masculino, com mais de 40 anos, que apresentam fatores de riscos associados, são o grupo mais propenso a desenvolver neoplasias malignas na cavidade bucal.

Palavras-chave


Patologia bucal; Câncer bucal; Saúde bucal.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2177-0018.59916